LAUDO: Frentista que morreu após queda de moto em Vilhena sofreu lesão grave na medula

Laudo médico aponta insuficiência respiratória como causa da morte

LAUDO: Frentista que morreu após queda de moto em Vilhena sofreu lesão grave na medula

Foto: Divulgação

 

O folha Sul on line teve acesso ao laudo da necropsia que determinou a causa da morte do frentista Matheus Winicius Ramos Dias. O jovem de 22 anos faleceu na madrugada desta segunda-feira, 17, após sofrer uma queda de moto na avenida 1.705, uma das mais movimentadas de Vilhena.
 
Segundo apurou o site, o pai do garoto, que mora perto do local do acidente, chegou a ouvir o barulho da queda e, quando saiu de casa para ver do que se tratava, encontrou Matheus gravemente ferido. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e chegou com vida ao Hospital Regional, onde foi a óbito pouco depois (confira aqui)
 
A reportagem constatou que, segundo o laudo médico, o frentista teria morrido em decorrência de insuficiência respiratória. Ele teria sofrido um “trauma raquimedular”, que é uma lesão grave na medula espinhal, que em muitos casos deixa a vítima paraplégica. O ferimento, diz o atestado de óbito, teria sido provocado no corpo do motociclista por um “instrumento contundente”.
 
Uma familiar do jovem acidentado disse que os pais dele ainda estão muito abalados, e ainda não sabem com certeza o que teria provocado a queda fatal: Matheus pode ter sofrido um mal súbito durante a pilotagem ou perdido o equilíbrio ao tentar fugir de alguém.
 
O corpo do jovem será velado a partir das 17:00h de hoje na Capela Mortuária e sepultado amanhã, as 10:00h, no cemitério Cristo Rei, em Vilhena.
Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Croácia na sexta-feira (09)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

A da S Coelho EIRELI

R Q Passos LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS