REVOLTANTE: Morador de Guajará-Mirim descobre quarto cheio de remédios vencidos

Estoque sem uso estava em cômodo escondido do Hospital Regional da cidade, que está sob responsabilidade da prefeitura

Mais um escândalo surge sob a responsabilidade da prefeita de Guajará-Mirim, Raíssa Paes (MDB): um morador da cidade, Neurimar Viana, que é voluntário no Hospital Regional da cidade, descobriu um cômodo repleto de medicamentos e insumos vencidos.

 

A descoberta do cidadão guajaramirense foi na madrugada da quarta-feira (21), onde ele gravou um vídeo e publicou em suas redes sociais. Ele classificou o local como “quarto secreto do Hospital Regional”, onde estavam as dezenas de caixas de remédios e materiais vencidos.

 

 

“Veja um dos motivos porquê faltam medicamentos nos postos de saúde e no Hospital Regional de Guajará Mirim”, escreveu Neurimar na legenda da publicação, que logo viralizou e causou revolta na população.

 

Durante a gravação, o homem, que prestava serviços voluntários como eletricista na unidade de saúde, demonstra revolta e indignação.

 

“Enquanto você vai aos postos de saúde e até no próprio Hospital Regional e não é atendido por falta de medicamentos, eu encontrei em um quarto fechado aqui mesmo no Regional, centenas de medicamentos vencidos, que vão para o lixo”, destacou ele.

 

 

Reação

 

O vídeo causou revolta não somente na população, como também no secretário de Saúde, Gilberto Alves e no diretor do hospital, Antônio Rebouças, conhecido como “Ventinha” que dois dias depois, em nova visita do morador ao hospital, foi surpreendido com a chegada de uma viatura da Polícia Militar, com quatro policiais que foram ali, chamados pelo secretário e pelo diretor para prender o cidadão.

 

Segundo o jornalista Carlos Caldeira, que divulgou o vídeo de Neurimar, o denunciante há muitos anos vai ao HR até três vezes por semana fazer reparos como “manutenção da parte elétrica, troca de lâmpadas, que segundo ele, compra com recursos próprios. Dessa vez, encontrou esse quarto secreto, e revoltado, achou por bem, tornar pública a situação”.

 

Recentemente, moradores de Guajará denunciaram que faltou até Dipirona nos postos e unidades de saúde da cidade - Montagem Rondoniaovivo

 

De acordo com fontes ligadas ao Hospital Regional de Guajará-Mirim informaram ao Rondoniaovivo, o secretário de Saúde e o diretor falaram aos PMs que Neurimar estava fazendo tumulto na recepção. Ao chegar lá, os policiais verificaram que não se tratava disso e não o prenderam.

 

Apesar de toda a situação, Neurimar disse a Carlos Caldeira que “vai expor tudo que sabe e o que viu durante os anos em que fez trabalhos voluntários dentro dessas unidades de saúde”.

Direito ao esquecimento

Quem você apoiaria para ser senador por Rondônia?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS