DESESPERO: Policial civil morre após atirar contra a própria cabeça

Wagno chegou a ser socorrido, mas sofreu parada cardíaca durante atendimento médico

DESESPERO: Policial civil morre após atirar contra a própria cabeça

Foto: Divulgação

Não resistiu e faleceu instantes atrás, pouco de depois e dar entrada no Hospital Regional de Vilhena, o escrivão da Polícia Civil Wagno da Costa Oliveira Ricardo, que havia disparado um tiro contra a própria cabeça na Feira Municipal no centro da cidade.
 
Policial que começou a carreira na cidade de Colorado do Oeste, Wagno, que era irmão de um sargento da Polícia Militar, estava enfrentando uma crise familiar e chegou a comentar a situação com alguns colegas, despertando preocupação ao dar algumas declarações que prenunciavam a tragédia.
 
Ainda abalados, colegas do escrivão, que aparentava ter menos de 40 anos, evitam dar declarações sobre o caso, mas admitem que ele parecia estar sofrendo muito nos últimos dias. Wagno chegou a apagar todas as suas publicações nas redes sociais.
Direito ao esquecimento

Em um 2º turno entre candidatos de direita, em quem você votaria?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública. Vote quantas vezes quiser!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS