Economia aos cofres públicos e qualidade do serviço marcam início da coleta de lixo pela RLP em Jaru

Frota nova de caminhões coletores e 20 trabalhadores já realizam a coleta de cerca de 20 toneladas de resíduos sólidos por dia

Economia aos cofres públicos e qualidade do serviço marcam início da coleta de lixo pela RLP em Jaru

Foto: Divulgação

 

Com um valor de R$ 236,00 por tonelada de lixo coletado, bem abaixo do preço inicialmente previsto, a Prefeitura de Jaru e a empresa RLP - Rondônia Limpeza Pública e Privada iniciaram parceria, na segunda-feira (1/3), com a coleta dos resíduos sólidos na cidade. O serviço, segundo contrato emergencial firmado com o município, já está em operação, com o trabalho de 15 garis e 5 motoristas contratados pela RLP. Eles já percorrem as ruas e avenidas locais para a coleta de 20 toneladas de lixo, por dia, como prevê a prefeitura.
 
A logística ocupa três caminhões coletores, com seis horas corridas para cada turno, (manhã, vespertino e noturno) com a coleta setorizada: passando na segunda-feira e terça-feira, com o repasse na quinta-feira e sexta-feira. Toda quarta-feira e sábados serão reservados para lavagem dos veículos e manutenção, quando necessário.
 
O contrato entre o Executivo municipal e a RLP, assinado em 26 de fevereiro deste ano, celebra a economia ao erário. Além de economizar dinheiro público, a Prefeitura de Jaru beneficia a sua população com uma coleta de lixo feita com a segurança da capacidade técnica e agilidade nos serviços, já demonstrados pela RLP onde empresa atua, como exemplo, nas cidades de Vilhena, Cacoal, Ji-Paraná e Rolim de Moura.
 
Com população estimada em 51.620 pessoas (IBGE/2020), Jaru entra de vez no rol dos municípios que investem na preservação ambiental e na melhoria da qualidade de vida para seus moradores.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS