BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

PLANO DE AÇÃO: Ji-Paraná retorna à Fase 2 e prefeitura solicita reclassificação

A inclusão na nova fase, segundo a Sesau, é para resguardar a saúde coletiva e a economia da população durante a pandemia

TUDO RONDÔNIA

03 de Dezembro de 2020 às 08:27

Atualizada em : 03 de Dezembro de 2020 às 08:28

Foto: Divulgação

 

 

TUDO RONDÔNIA - Segundo a tabela de classificação de municípios divulgada, domingo (28), a cidade de Ji-Paraná foi da Fase 3 para a Fase 2 do Plano de Ação Todos por Rondônia, estabelecido pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), responsável pelo enfretamento e prevenção à pandemia da Covid-19.

 
 
A inclusão na nova fase, segundo a Sesau, é para resguardar a saúde coletiva e a economia da população durante a pandemia. A alteração da matriz de reclassificação dos municípios nas fases do Plano Todos Por Rondônia foi a principal mudança anunciada pela Sesau, que agora passa a considerar casos ativos, em substituição aos confirmados.
 
 
 
Os casos confirmados englobam óbitos e recuperados, ou seja, pessoas que não necessitam de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Por outro lado, o índice de crescimento de casos ativos dá à Sesau um “panorama preciso da necessidade de ampliação ou retrocesso de medidas de distanciamento social”.
 
Assim, Rondônia passa a considerar dois índices para reclassificação: o da taxa de crescimento de casos ativos e permanece o de proporção de leitos de UTI Adulto da macrorregião, na rede pública, estadual e municipal. O período de análise dos dados para mudança de fase continua sendo de 14 dias, com exceção dos municípios que criarem condições para mudança de fase em tempo menor.
 
 
De acordo com o secretário de Saúde de Ji-Paraná, Álvaro Galvão, neste período, não está proibido o funcionamento das casas noturnas, apenas é necessária a orientação por parte da Vigilância Sanitária para que não ocorram shows com plateia em pé. “Deverá haver um distanciamento maior entre as mesas nesses estabelecimentos”, advertiu.
 
“Está não é uma decisão da Prefeitura de Ji-Paraná muito menos da Secretaria Municipal de Saúde. Este fato [reclassificação] sofre alterações a cada 15 dias. Então, nós devemos mudar a nossa fase, em breve”, avaliou Álvaro Galvão, que atribuiu a mudança ao aumento de casos da Covid-19 entre a população.
 
Segundo ele, a prefeitura trabalha para aumentar a oferta de leitos de UTI no município. “As vagas de UTIs de Ji-Paraná (Hospital HCR) e Cacoal estão lotadas em quase sua totalidade. Nós temos uma taxa de 91,4% de ocupação. Isso significa que em alguns dias elas estão totalmente lotadas e em outros não”.
 
Galvão ressaltou que o comércio vem adotando medidas de prevenção à doença e momento requer a conscientização de boa parte dos moradores da cidade. “Contamos com a compreensão de todos. E não podemos deixar de dar ação para esse momento de saúde pública”, afirmou.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS