BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CELEBRAÇÃO: Cacoal comemora 43 anos de instalação em franco desenvolvimento

"Investimentos estão sendo feitos em todas as áreas, como Saúde, Educação, Agronegócio, e a atenção sempre voltada aos rondonienses"

GOVERNO DE RO

26 de Novembro de 2020 às 15:21

Atualizada em : 26 de Novembro de 2020 às 15:22

Foto: Divulgação

 

GOVERNO DE RO - Ao celebrar 43 anos de instalação nesta quinta-feira, dia 26 de novembro, o município de Cacoal tem muito o que comemorar. Ao longo dos anos, a “Capital do Café” vem se destacando nos mais diversos setores e a presença constante do Governo de Rondônia tem fortalecido ainda mais esta trajetória, sempre somando ao desenvolvimento da cidade, com aproximadamente 90 mil habitantes.

 
Neste ano, por exemplo, mesmo com a pandemia ocasionada pelo novo coronavírus, os investimentos em saúde em Cacoal vem acompanhando o ritmo de um Estado que tem surpreendido pelos resultados positivos em várias áreas, além de toda a força-tarefa para conter os avanços da pandemia e os investimentos feitos desde o início no atendimento aos pacientes infectados e na prevenção da doença, o que inclui a implantação de um setor destinado exclusivamente aos pacientes de Covid-19 no Hospital Regional de Cacoal, ações de testagem rápida, distribuição de medicamentos e a disponibilização de testes rápidos nas unidades de saúde, o Governo de Rondônia tem avançado em outras especialidades, como as cirurgias de catarata e pterígio.
 
 
Em Cacoal, mais de 1.200 cirurgias foram realizadas através dos mutirões, que surgiram como um modelo facilitador, propiciando à população o acesso ao tratamento oftalmológico, zerando uma fila de espera formada ao longo de vários anos. Além disso, entre janeiro e outubro deste ano, 3.292 cirurgias foram realizadas apenas no Hospital Regional, em quase 20 especialidades médicas diferentes, como ortopedia, neurocirurgia, oncologia, ginecologia, cirurgia geral, entre outras.
 
O Governo está caminhando junto e a favor de Cacoal. Investimentos estão sendo feitos em todas as áreas, como Saúde, Educação, Agronegócio, e a atenção sempre voltada aos rondonienses. O diálogo junto ao Estado é aberto e estamos sempre à disposição para lutar pelo que é melhor para Cacoal e para todos os municípios de Rondônia. O governador Marcos Rocha tem buscado alavancar o nosso Estado, como um todo, tornando-nos referência na região e no Brasil”, garante o secretário Regional do Governo em Cacoal, José Moura dos Santos.
 
Polo universitário, com a oferta de mais de 30 cursos de Ensino Superior em instituições pública e privadas, referência em saúde com o Complexo Hospitalar Regional de Cacoal e uma rede hospitalar privada bastante consolidada, com hospitais, clínicas, laboratórios e centros médicos, não há dúvidas de que Cacoal está entre as melhores cidades da Região Norte.
 
 
CACOAL TAMBÉM É AGRO
 
Com mais de 5.500 propriedades rurais, Cacoal é hoje também um dos municípios mais importantes do Estado no quesito Agro. Além da pecuária de corte e de leite, a cidade é conhecida em toda a região como a “Capital do Café” por sua longa trajetória junto às lavouras cafeeiras. Em 2019, foram aproximadamente 10 mil hectares de terra destinados ao cultivo do café e mais de 16 mil toneladas de grãos colhidos em Cacoal. Café que se destaca pela qualidade e sustentabilidade em concursos como o Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia (Concafé), criado pelo Governo de Rondônia, como forma de incentivo à atividade e aos produtores rurais.
 
Já a pecuária está presente em 3.576 propriedades cacoalenses, com um rebanho que supera 426 mil cabeças. Sendo 51.343 de gado leiteiro e 375.189 de gado de corte. Há ainda 117 bubalinos registrados em propriedades do município.
 
Na área rural da “Capital do Café”, também estão presentes, mesmo que de forma mais discreta, plantações de mandioca, banana, milho, soja, cana-de-açúcar, feijão e outros cultivos.  Através da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), o Governo de Rondônia tem atendido diretamente 650 pequenos produtores em Cacoal. Entre os investimentos feitos pelo Estado, junto à Emater local, estão a aquisição de duas novas camionetes, possibilitando aos técnicos irem ao encontro desses produtores.
 
 
 
AEROPORTO “CAPITAL DO CAFÉ” 
 
Com um investimento de R$ 5.590.887,16, o Aeroporto Capital do Café, em Cacoal, está sendo completamente reformado e ampliado. Os recursos, provenientes de uma parceria entre o governo estadual e o Ministério da Infraestrutura, por meio da Secretaria Nacional de Aviação Civil, estão garantindo a construção de um novo saguão, destinado exclusivamente ao embarque de passageiros. O espaço que já existia está sendo totalmente reformado e preparado para o desembarque. Além disso, com a ampliação, serão disponibilizadas 150 vagas de estacionamento em um espaço de aproximadamente dois mil metros quadrados.
 
Recentemente, o Governo de Rondônia, por meio do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), firmou um contrato com a Empresa Brasileira de Infra Estrutura Aeroportuária (Infraero) para a execução de serviços especializados de medição de atrito e de macro textura nas pistas de pousos e decolagens de três aeroportos do Estado, entre eles, o de Cacoal.
 
O Aeroporto Capital do Café também contará com uma cerca patrimonial/operacional. Segundo a Coordenadoria de Infraestrutura Aeroportuária do DER, o local tem pista de 2,1 mil metros de extensão por 45 metros de largura e o perímetro da cerca é de 7.523 metros.
 
Os investimentos incluem também melhorias complementares nos sistemas hidrossanitários, eletroeletrônicos, combate à incêndio, gás combustíveis, ar-condicionado e sistemas estruturais, incluindo concreto armado, estrutura metálica e urbanismo.
 
 
INVESTIMENTOS EM EDUCAÇÃO
 
Aproveitando a ausência dos alunos nas escolas, por conta das restrições ocasionadas pela pandemia da Covid-19, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), tem investido na infraestrutura de diversas escolas, e em Cacoal não é diferente. As obras nas escolas estaduais têm sido constantes, proporcionando novos refeitórios, passarelas, banheiros, reformas, ampliações e uma série de outros serviços que estão sendo feitos para melhorar as instituições de ensino, oferecendo um ambiente muito mais acolhedor aos alunos e servidores. Alguns exemplos são as Escolas Estaduais Bernardo Guimarães, Graciliano Ramos, Cora Coralina, Celso Ferreira da Cunha e Carlos Gomes. Somando, os investimentos feitos pelo Governo de Rondônia aproximam-se dos R$ 2 milhões, apenas nestas cinco escolas.
 
O Governo tem se mantido atento às escolas. A demanda é grande e constante, mas aos poucos os serviços estão sendo feitos, mudando a cara das escolas estaduais. São muitos investimentos que estão sendo feitos, agradando tanto os servidores, quanto os alunos, que estão acompanhando as ações, mesmo distantes, e estão ansiosos para voltar à escola”, destacou o coordenador Regional de Educação em Cacoal, Severino Bertino Neto.
 
 
ESTRADAS CACOALENSES
 
Durante todo o ano, o Governo de Rondônia, por meio do DER tem trabalhado na manutenção e melhoria da malha viária com e sem pavimentação, garantindo a trafegabilidade das rodovias e estradas estaduais.
 
Em Cacoal, a RO-486, popularmente conhecida como Rodovia do Café, a RO-488, RO-133 e todas as rodovias gerenciadas pelo Governo de Rondônia recebem atenção constante. A 4ª Residência Regional do DER tem sob sua responsabilidade 116 quilômetros de rodovias asfaltadas e cerca de 300 quilômetros de estradas não pavimentadas. Entre os principais serviços feitos ao longo de 2020 nas estradas cacoalenses estão o patrolamento, encascalhamento, limpeza lateral, drenagem de saídas d’água, elevação da pista, manutenção das pontes e implantação de tubos ármcos.
 
A manutenção das estradas é constante, durante todo o ano. São importantes vias de escoamento da produção rural. Agricultores, pecuaristas, todos os moradores da área rural dependem destas estradas e este é o compromisso do Governo: manter a trafegabilidade das rodovias estaduais”, ressaltou o residente regional do DER, Emiliano Mancuso.
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS