BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CHUPINGUAIA: Toque de recolher é anunciado com novas restrições aos moradores

O novo decreto proíbe comercialização de bebidas alcoólicas e multa a quem não usar máscaras na rua; Leia o decreto completo na íntegra

EXTRA DE RONDÔNIA

28 de Julho de 2020 às 14:31

Foto: Divulgação

 

EXTRA DE RONDÔNIA - Conforme anunciado pelo cite citado semana passada, o município de Chupinguaia declarou “nível de perigo iminente” e anunciou, pelo prazo de 15 dias, novas restrições aos moradores devido ao aumento do número de infectados da Covid-19.
 
Conforme dados da secretaria municipal de saúde, em apenas seis dias (18 a 24 de julho, Chupinguaia registrou 31 pacientes contaminados.
 
Até a última quinta-feira, 23, o número saltou para 98 casos confirmados de covid-19, sendo 65 casos ativos.
 
O decreto nº 2.650, divulgado na segunda-feira, 27, impõe mais restrições aos cidadãos e multa para quem não respeitar as determinações que visam reduzir o número de contaminados pela doença.
 
Assinado pela prefeita Sheila Mosso, o decreto proíbe a comercialização de bebidas alcoólicas em todo o município, assim como o consumo nos arredores de bares e lanchonetes, restaurantes, mercados, distribuidoras e semelhantes, ficando também proibido o consumo de bebida em locais públicos do município.
 
Por outro lado, o decreto estabelece toque de recolher, que restringe a circulação dos cidadãos pelas vias, espaços e equipamentos públicos entre as 23h e as 05h do dia seguinte, salvo caso prestação de serviço público essencial e emergencial ou que não pode ser desenvolvido em outro horário,
 
Com relação às empresas, elas terão que disponibilizar recursos de higiene e assepsia aos usuários, clientes e frequentadores em suas entradas.
 
Da mesma forma, os moradores que circulem pelas vias públicas deverão usar máscara, caso contrário serão multados.
 
No comércio, a fiscalização ficará sob responsabilidade da Vigilância Sanitária. O não cumprimento acarretara multa no valor de 50 UPFs, e toda a renda será revertida para a secretaria de saúde.
 
Entre outros assuntos, o transporte em taxi foi limitado em 3 passageiros.
 
Leia o decreto, no anexo abaixo: 
 
 
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS