BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

RO-370: Rodovia que liga Colorado a Cabixi causa perigo aos motoristas

Residente do DER em Colorado do Oeste vai usar cascalho até contratação de braçais

Folha do Sul Online

21 de Julho de 2020 às 10:14

Foto: Divulgação

 

FOLHA DO SUL ONLINE - O perigo constante ao qual são submetidos os motoristas e pilotos que transitam no trecho da RO-370, entre as cidades de Colorado do Oeste e  Cabixi, gerou denúncias, que chegaram à redação do site citado, e a reportagem foi a campo averiguar a situação.

 
A equipe passou pela referida rodovia no último fim de semana e constatou a presença de buracos que passam de 10 centímetros de profundidade e também o desnivelamento e total inexistência da massa asfáltica em alguns pontos.
 
Devido ao fluxo diário de carretas para o escoamento da soja produzida na região, a situação acaba se complicando, pois além do desgaste da pista, que não recebe manutenção há anos, o perigo de acidentes é ainda maior, uma vez que em determinados pontos os veículos precisam acessar a pista contrária para se livrar dos buracos. Situação esta também presenciada pela reportagem do site.
 
Diante da constatação dos fatos, foi feito contato com Nilson Honorato de Souza, gestor da residência do Departamento de Estradas e Rodagens (DER) de Colorado para apurar se no momento há algum projeto de manutenção da pista.
 
De acordo com Nilson, ele assumiu a Pasta na última quarta-feira, 15, porém, um dia após sua posse, se dirigindo até Cabixi, onde fez uma parceria com o prefeito Silvenio de Almeida (MDB), será dado início a uma operação tapa buracos nesta terça-feira, 21, com cascalho, uma vez que o DER não dispõe de mão-de-obra para fazer os trabalhos com massa asfáltica.
 
“Por causa do perigo que está aquele trecho, vou fazer o serviço de reparação com cascalho mesmo, mas em agosto está prevista uma contratação emergencial de braçais pelo governo do Estado; aí, sim, vou fazer a manutenção da pista como se deve. Mas no momento vai com o que temos, o que não pode é continuar do jeito que está”, afirmou Nilson.
 
Nilson afirmou ainda que a situação tem mesmo que ser divulgada, pois está vergonhosa.
 
“Quando era encarregado, eu pedia para fazer o serviço e o atual residente não deixava, dizendo que precisava da massa asfáltica, mas ela nunca vinha e os buracos cada vez ficando piores. Mas agora, com a gente no comando, vai ser diferente”, concluiu Nilson.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS