HOMENAGEM: No Dia dos Povos Indígenas, professor aponta existência da Física nas aldeias

Ciência está presente no cotidiano dos povos originários, segundo Maicon Maciel

HOMENAGEM: No Dia dos Povos Indígenas, professor aponta existência da Física nas aldeias

Foto: Mário Vilela/Funai

Mais um 19 de abril, dia dedicado aos Povos Indígenas (antigamente chamado de Dia do Índio). Como diz Jorge Benjor e Baby do Brasil: “todo dia e toda hora era dia de índio”. Para muitos, a memória ficou limitada a um dia.

 

Mas nesta reportagem não falaremos sobre indígenas e seus aspectos histórico, sociológicos ou mesmo antropológicos. Aqui queremos trazer o cotidiano dos povos indígenas nas aldeias e trazer alguns aspectos da ciência mestre da natureza: a FÍSICA!

 

Quem explica como isso pode acontecer é o físico e professor Maicon Maciel: “Vamos começar pelo emblemático lançamento de uma flecha. A natureza trabalha sempre com transformações de energia. Se um índio esticar a corda, existe uma energia potencial elástica associada. Essa energia elástica é parcialmente convertida em energia cinética, que dará movimento a flecha”.

 

Ele completa: “A flecha, agora munida dessa nova energia, fica sujeita ao campo gravitacional que irá ajudar a decompor o seu vetor velocidade. Uma parte da velocidade da flecha estará paralela ao solo e outra componente da velocidade estará perpendicular ao solo. Assim existirá uma combinação de movimentos: movimento uniforme (na horizontal) e movimento uniformemente acelerado (na vertical) resultando em lançamento oblíquo. Logo, para acertar um alvo a certa distância, o índio deverá considerar esse desvio da flecha”.

 

Índio com experiência de vida consegue "driblar" refração da luz para caçar alimentos - Foto: Reprodução da internet

 

O professor ainda pontua ao Rondoniaovivo que outro fator importante para qualquer lançamento é a força de arrasto do vento, que eventualmente poderá influenciar na trajetória e velocidade da flecha.

 

Maicon Maciel comenta que “outra prática Indígena e que tem muita física envolvida, está na caça com lança, onde o objeto dentro d’agua está numa posição aparente mais próxima da superfície. A esse fenômeno, chamamos na Física de refração da luz. Logo o índio, com sua experiência de vida, saberá lançar em uma posição mais abaixo do que a aparente para compensar a distorção da posição da imagem. A refração é um fenômeno ondulatório associado a mudança da velocidade da luz ao atravessar de um meio homogêneo para outro (no caso, ar e água)”.

 

O professor e físico ainda ressalta que “o índio em sintonia com a natureza, tem energia e sabe quando deve tensionar o arco e ter a decisão para saber quando soltar a flecha”.

Direito ao esquecimento
Como você classifica os serviços da Energisa?
Como você classifica a gestão do prefeito Hildon Chaves em Porto Velho?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS