FAZ O L: Governador Marcos Rocha se aproxima de Governo Lula por projetos em Rondônia

Em vídeo postado nas redes sociais, coronel relata pedidos feitos ao Governo Federal

Em um vídeo publicado nesta segunda-feira (07), nas redes sociais do governador Marcos Rocha (União Brasil), dois sujeitos preenchem uma frase. Um deles, o próprio Rocha, sempre aparece em destaque - já o segundo, permanece oculto. Ao invés de falar “presidente Lula”, o chefe do Executivo estadual prefere usar, em suas orações, o tal do Governo Federal.
 
Com microfone em mãos e trilha sonora de fundo, Marcos Rocha relata sua lista de desejos feitos ao Governo Federal:
 
“Eu pedi a duplicação da 364”, disse o governador. Já tendo sido referida como “corredor da morte” a BR-364 fará parte do novo PAC (Programa de Aceleração de Crescimento), a ser desenvolvido pelo governo Lula (PT). 
 
Além disso, Rocha afirma também ter pedido a conclusão da Ponte Binacional - um projeto idealizado durante o primeiro mandato do presidente Lula, de 2007 a 2010. O Governo Federal anunciou, em julho, uma licitação para a construção da ponte que vai conectar Guajará-Mirim até a cidade de Guayaramerin, na Bolívia, e que pretende facilitar o escoamento da produção do estado para à Ásia. 
 
Em seguida, o governador também clamou pelo asfaltamento da Rodovia Expresso Porto e pela regularização fundiária. 
 
“Pelo que eu estou vendo o andar da carruagem, eu acredito que a resposta vai ser sim. Porque o ministro do Transporte vem aqui na terça feira [08] e ele falou ‘eu preciso do senhor do meu lado porque eu quero falar de coisas boas’”, continuou ele.
 
“Eu já estou acreditando nessas bênçãos”, concluiu Marcos Rocha.
 
O governador vai até o Rio de Janeiro para se reunir com o ministro da Casa Civil, Rui Costa, na próxima sexta-feira (11), para descobrir se suas orações realmente foram atendidas.
Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Cleiton Cheregatto em Novo Horizonte do Oeste?
Professores e policiais militares devem ter direito à isenção de IPVA?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS