PRESSÃO: MP-RO recomenda que Estado use forças de segurança para acabar com bloqueios

A medida visa ainda garantir a livre circulação e a segurança dos usuários das estradas

PRESSÃO: MP-RO recomenda que Estado use forças de segurança para acabar com bloqueios

Foto: Divulgação

 

O Procurador-Geral de Justiça, Ivanildo de Oliveira, expediu na tarde desta sexta-feira (18/11) recomendação dirigida ao Governador do Estado em exercício, José Jordan, solicitando providências urgentes a serem adotadas frente à nova onda de mobilizações desencadeada nesta data em diversos pontos da BR 364, principal rodovia federal de Rondônia e Acre.
 
 
No documento, o PGJ recomenda que o governo do estado preste apoio necessário à Polícia Rodoviária Federal de Rondônia, por intermédio da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar, do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e das demais forças de segurança pública estaduais, visando auxiliar a imediata desobstrução das rodovias e estradas federais no interior do Estado de Rondônia, indevidamente ocupadas pelos insurgentes.
 
 
A medida visa ainda garantir a livre circulação e a segurança dos usuários das estradas. Ivanildo de Oliveira reforçou uma recomendação anteriormente expedida pelo Ministério Público, em que pontuava a necessidade de solicitar a atuação da Força Nacional de Segurança Pública – FNSP.
 
 
Os militares que compõem a Força Nacional podem dar apoio à atuação das demais forças, bem como monitorar os pontos de manifestação indicados pela Superintendência da Polícia Rodoviária Federal do Estado de Rondônia, evitando novos bloqueios nas rodovias e garantindo, mediante policiamento ostensivo, a segurança daqueles que nelas circulam.
 
 
“Não podemos permitir o desabastecimento das cidades e o cerceamento do direito de ir e vir de milhares de pessoas que dependem das estradas federais ou estaduais”, enfatizou o Procurador-Geral de Justiça.
Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Suíça nesta segunda-feira (28)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

MS Teixeira Comercial

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS