OBESIDADE: Mulheres são 70% do público que procura por cirurgia bariátrica em Porto Velho

O procedimento também é oferecido pelo SUS e Sesau pretende fazer de 45 a 50 cirurgias até o final do ano

OBESIDADE: Mulheres são 70% do público que procura por cirurgia bariátrica em Porto Velho

Foto: ILUSTRATIVA

A cirurgia bariátrica, também conhecida como cirurgia de redução de estômago, é um procedimento indicado para tratar casos graves de pessoas com obesidade e que possuam doenças como artropatias, hipertensão, colesterol, entre outras. 
 
O principal objetivo desse procedimento médico é reduzir o peso de pessoas com o Índice de Massa Corporal (IMC) elevado, ou seja, acima de 35 kg/m2 - 40 (obesidade mórbida), e que possuam ou não doenças associadas.
 
Segundo o médico Thiago Patta, especialista em vídeo-cirurgia, Cirurgia Bariátrica Metabólica e Obesidade, qualquer pessoa com idade entre 16 e 65 anos pode fazer o procedimento, desde que cumpram os critérios de indicação. 
 
"A cirurgia deve ser realizada com uma equipe especializada e seguindo todos os cuidados necessários. Quem não pode fazer, são apenas aquelas pessoas que não cumprem com os critérios para realização da cirurgia", comentou Thiago.
 
Para o procedimento, o paciente deve procurar, primeiramente, um cirurgião bariátrico, que irá encaminhá-lo para uma equipe multidisciplinar (nutricionista, psicólogo, cardiologista) para o devido preparo pré-operatório. 
 
Thiago Patta explicou também que pessoas do sexo feminino e com idade média de 40 anos são as que mais buscam fazer a bariátrica. "Cerca de 70% das mulheres buscam a realização da cirurgia, pois, são as mais atingidas pela obesidade e suas consequências", afirmou.
 
O médico Thiago Patta disse que qualquer pessoa com idade entre 16 e 65 anos pode fazer o procedimento | Foto: Reprodução/Rondoniaovivo
 
O médico cirurgião comentou que os riscos pós-bariátrica dependem de vários fatores. Porém, se feita por videocirurgia e com uma equipe especializada, gira em torno de apenas 2% de complicações. 
 
No pós deve ser feito o acompanhamento protocolado na mesma equipe do procedimento e costuma ser bastante tranquilo", ressaltou. 
 
Bariátrica pelo Governo
 
Após a suspensão das operações no período pandêmico, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesau), retomou a realização das cirurgias bariátricas no último dia 09 de agosto deste ano, no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro (HBAP), em Porto Velho.
 
A população interessada deve procurar uma unidade de saúde mais próxima, onde o médico responsável irá avaliar o histórico do paciente para indicá-lo ou não a cirurgia bariátrica. Feito a consulta, ele será encaminhado para o programa de Obesidade da Policlínica Oswaldo Cruz, para então iniciar seu tratamento.  
 
De acordo com a Sesau, a expectativa é de realizar 45-50 cirurgias até o fim desse ano. Normalmente são realizadas 8 cirurgias por mês. Vale ressaltar, que além de melhorar a saúde dos pacientes, o procedimento aumenta a autoestima, melhora a prática de atividades cotidianas e diminui doenças associadas.
Direito ao esquecimento

Quem é o favorito ao título do Brasileirão 2021?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública.

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS