MP/RO e MPC discutem valorização de policiais militares com Comando da PM

O encontro ocorreu em um momento de deflagração de movimentos reivindicatórios da categoria

MP/RO e MPC discutem valorização de policiais militares com Comando da PM

Foto: Divulgação

Integrantes do Ministério Público de Rondônia e do Ministério Público de Contas estiveram reunidos na tarde desta sexta (11/06) com o Comando da Polícia Militar do Estado para tratar de assuntos relacionados à valorização do policial militar, panorama da carreira, defasagem salarial e outras demandas da corporação. O encontro ocorreu em um momento de deflagração de movimentos reivindicatórios da categoria.
 
A reunião foi conduzida pelo Procurador-Geral de Justiça, Ivanildo de Oliveira, e teve a presença do Comandante da PM, Coronel PM Alexandre Luís de Freitas Almeida, e do Corregedor-Geral, Coronel José Carlos da Silva Júnior. Também esteve presente o Procurador-Geral do Ministério Público de Contas, Adilson Moreira Medeiros, entre outras autoridades.
 
Ao fazer uso da palavra, o chefe do MPRO afirmou que o encontro tinha como propósito estabelecer um diálogo com a Polícia Militar, a partir do qual se possa ter conhecimento das reivindicações e demandas da categoria, como forma de contribuir para fortalecimento da instituição e de promover os interesses da sociedade.
 
Na reunião, foi apresentado o Plano de Valorização da Polícia Militar, um documento que compila informações remuneratórias da Instituição, com detalhamento sobre perdas e reivindicações de incremento e, ainda, de dispositivos legais que respaldariam o atendimento das demandas da corporação. 
 
O Comandante da PM,  Coronel PM Alexandre Luís de Freitas Almeida, destacou a importância em apresentar ao MP e MPC o histórico expondo o panorama financeiro da Polícia Militar de Rondônia. Na oportunidade, também informou aos órgãos as propostas legislativas apresentadas ao Estado, com objetivo de mitigar perdas sofridas ao longo dos anos. 
 
Pelo MPRO, participaram do encontro o Procurador de Justiça Carlos Grott (Diretor do Centro de Atividades Extrajudiciais - CAEX); e os Promotores de Justiça Alexandre Jésus de Queiroz Santiago (Chefe de Gabinete da Procuradoria-Geral) e  Rogério José Nantes (integrante do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – GAECO).
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

FP Baby LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS