LUTA: Esposas acampam em frente a quartel e não aceitam 8% de reajuste nos salários

O grupo de mulheres disse que quer o reajuste de 24% e que se nada for decidido, vão fechar os quartéis em RO

 

Um grupo de esposas de policiais militares iniciou na noite de ontem (10), um acampamento em frente ao quartel do 1º Batalhão da Polícia Militar, localizado na rua Major Amarante, no bairro Arigolândia, em Porto Velho.

 
As mulheres disseram que, por enquanto, não estão fechando a entrada dos quartéis, impedindo as viaturas de saírem. No entanto, alertaram, a situação pode mudar, caso o Governo de Rondônia não conceda o aumento nos vencimentos dos policiais.
 
Mulheres dizem que estão organizadas em todo estado aguardando resposta do Governador
 
“O governo prometeu 8% e não deu, agora, queremos 24%. É um direito nos nossos maridos que se arriscam durante a pandemia e muitos morreram ou ficaram com sequelas. Eles não pararam de trabalhar. Estamos mobilizadas em todo o estado”, disseram.
 
Elas informaram também que estão no aguardo da reunião que se realizará nesta sexta-feira (11), em frente ao Centro Político Administrativo(CPA) entre representantes dos PMs e da administração estadual, visando resolver o impasse. 
 
“Queremos uma resposta do governador. Categoria não teve homeoffice. Governador devolve o que é nosso”, finalizaram.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

V DA S Parnaiba

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS