AUMENTO SALARIAL: Comandante da PM/RO afirma que já fez ‘o que podia ser feito’

Nesta sexta-feira (11) a partir das 15h, uma Assembleia Geral será realizada em frente ao CPA e poderá terminar com o fechamento de quartéis

AUMENTO SALARIAL: Comandante da PM/RO afirma que já fez ‘o que podia ser feito’

Foto: Divulgação

O clima dentro dos quartéis da Polícia Militar de Rondônia com a possibilidade do fechamento das entradas e saídas dessas unidades pelas esposas dos PMs caso o Governo do Estado não apresente uma resposta efetiva às reinvindicações salariais da categoria está cada dia mais tenso.
 
Nesta sexta-feira (11) a partir das 15h, uma Assembleia Geral será realizada em frente ao Centro Politico Administrativo – CPA de Rondônia local onde fica o palácio do governador do Estado, o Coronel da PM, Marcos Rocha. 
 
Dependendo do que for apresentado em Assembleia aos policiais e bombeiros militares, mais de 500 mulheres espalhadas nas principais regiões urbanas rondonienses poderão dar início ao movimento de fechamento dos quartéis.
 
Lavou as mãos 
 
Mesmo assim, o atual Comandante da Polícia Militar de Rondônia, Coronel Almeida, prefere não se pronunciar sobre as situações que poderão levar o seu Comando a ser marcado por um movimento paradista. 
 
A reportagem do Rondoniaovivo vem frustradamente buscando desde o início dessa semana entrar em contato com o Coronel Almeida para realizar os questionamentos voltados à possibilidade de uma paralisação geral no Estado e o que a PM/RO tem feito para evitar chegar à tal ponto.
 
Porém, em todas as tentativas, a reportagem foi informada que o Coronel não daria entrevistas. Em uma solicitação encaminhada através de e-mail nesta última terça-feira (8), o Coronel informou através de sua diretoria de comunicação que estava no interior do Estado cumprindo agenda de entrega. 
 
“O senhor comandante-geral tem maior respeito pelo Rondoniaovivo e iremos marcar uma próxima data assim que possível”, afirmou a diretoria de comunicação da PM/RO. 
 
Ao que tudo indica a possibilidade das viaturas não irem às ruas em todo o Estado a partir desse final não está entre as prioridades de foco de ação nesse momento. 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

V DA S Parnaiba

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS