BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

INDÍGENAS: Combate à Covid-19 em aldeias recebe reforço com doação de equipamentos

Doação dos equipamentos de proteção individual e insumos irá possibilitar o fortalecimento das ações de diagnóstico dentro das aldeias

GOVERNO DE RO

16 de Setembro de 2020 às 15:16

Foto: Divulgação

O combate ao novo coronavírus, em aldeias indígenas, recebe reforço da Fiocruz Rondônia, por meio da doação de mais de 20 mil equipamentos de proteção individual (EPIs) e insumos ao Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei – Porto Velho). São luvas, aventais, toucas, tubos e swabs para coleta de exames, que serão utilizados por profissionais da saúde e agentes comunitários de saúde indígena, em ações desenvolvidas diretamente nas aldeias.
 
Até o momento, o Dsei de Porto Velho registrou 678 casos confirmados do novo coronavírus e sete óbitos, entre indígenas distribuídos em 18 municípios de Rondônia, sul do Amazonas e noroeste do Estado do Mato Grosso, área assistida pelo órgão, que contempla 190 aldeias e 55 etnias. Os dados são homologados pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), vinculada ao Ministério da Saúde.
 
“Esta doação reflete o compromisso de pessoas engajadas com a causa indígena e dá continuidade a uma série de atividades que já desenvolvemos no contexto do enfrentamento da Covid-19, entre os povos indígenas”, afirma Suelen Teixeira de Faria Resende, analista técnica de Políticas Sociais do Dsei – Porto Velho.
 
Mais de 20 mil equipamentos de proteção individual (EPIs) e insumos foram doados
 
A doação dos equipamentos de proteção individual e insumos irá possibilitar o fortalecimento das ações de diagnóstico dentro das aldeias, evitando a necessidade de transporte de indígenas para os centros urbanos, para realizar os exames.
 
A vice-coordenadora de Ensino, Informação e Comunicação da Fiocruz-RO, Deusilene Vieira, que também coordena estudos sobre a Covid-19 no Estado, salienta a importância desta ação “para o enfrentamento da doença entre populações extremamente vulneráveis, como os povos indígenas”. A pesquisadora em Saúde Pública destacou que a parceria é fruto de projetos já realizados pela instituição na área da saúde indígena, em colaboração com a Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde (VPAAPS/Fiocruz).
 
NÚMEROS DA COVID-19 EM ALDEIAS INDÍGENAS
 
De acordo com o último boletim disponibilizado pelo Dsei – Porto Velho, até o dia 9 de setembro, 1.163 casos de Covid-19 foram notificados, sendo 678 casos confirmados. Os municípios de Guajará-Mirim, Ji-Paraná e Porto Velho lideram no número de diagnósticos. Os dados também informam que, até o momento, 474 casos suspeitos foram descartados, e 638 pacientes foram curados da doença. Os números são atualizados constantemente.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS