BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ENQUETE: Internautas não concordam que igrejas e templos sejam serviços essenciais

A pergunta era: “Você concorda que é serviço essencial?”, os internautas responderam e dividiram opiniões; Mas desta vez nas enquetes semanais, algo atípico aconteceu.

Rondoniaovivo

22 de Junho de 2020 às 15:39

Atualizada em : 23 de Junho de 2020 às 09:11

Foto: Divulgação

 

Uma enquete foi criada pela página do Rondoniaovivo, no Facebook, após um Projeto de Lei ser sancionado pelo Governador do Estado de Rondônia, Marcos Rocha (sem partido), onde transforma igrejas e templos em serviços essenciais não podendo ser fechadas durante a pandemia. 

 
Esta enquete questionou os internautas, visto que, igrejas e templos são lugares onde comparecem uma grande quantidade de pessoas e em meio a pandemia isso poderia aumentar o número de casos de Coronavírus.
 
Mas desta vez nas enquetes semanais, algo atípico aconteceu. Num grupo de WhatsApp com pastores evangélicos de Porto Velho, pastores resolveram pedir aos fiéis para votarem na enquete, no sentido de manipular o resultado. 
 
Também atacaram a família do proprietário do Rondoniaovivo, como se fosse algo errado buscar conhecer a opinião pública. Parte deste grupo de pastores vivem de política, sempre em cargos comissionados de políticos da bancada da bíblia. 
 
A pergunta era: “Você concorda que é serviço essencial?”, os internautas responderam e dividiram opiniões.
 
Ao todo foram 5,3 mil votos, desses 51% (2,6 mil) responderam não é serviço essencial e 49% (2,5 mil) votaram como serviço essencial e concordaram que devem abrir.
 
Esta enquete teve 54.129 pessoas alcançadas e 1.610 reações.
 
Confira o resultado:
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS