BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Deputado denuncia Seduc bandalheira envolve furtos e morte

Deputado diz que bandalheira da Seduc envolve furtos, morte e farra de diárias

Da Redação

20 de Março de 2013 às 15:27

Foto: Divulgação

De acordo com o presidente da ALE, deputado Hermínio Coelho é preciso que haja imediatamente uma intervenção do Ministério Público Estadual, no sentido de acompanhar o inquérito policial que apura a morte do servidor Moisés Rodrigues Lima, fato ocorrido na noite do dia 15 de janeiro de 2013, quando uma equipe da Seduc, composta por quatro funcionários retornava para Porto Velho, no barco Nossa Senhora Aparecida, alugada para transportar materiais e mobiliários para uma escola estadual localizada no distrito de Nazaré. 

O deputado Hermínio Coelho (PSD), disse hoje que vai cobrar na próxima semana, durante depoimento da secretária estadual de Educação, Izabel de Fátima Luz na Assembléia Legislativa de Rondônia, explicações sobre fatos gravíssimos envolvendo àquele organismo. Ele citou o caso do sumiço de 200 televisores, 46 computadores e centrais de arcondicionado do almoxarifado da Seduc. Além disso, vai cobrar explicações sobre a relação entre a morte de um funcionário da Secretaria Estadual de Educação e o sumiço de materiais.

Esta semana mais um escândalo foi repassado à Assembléia Legislativa. Segundo informações, um lote completo de computadores que seria destinado às escolas da rede pública estadual e que era transportado por um caminhão, também sumiu.  

O deputado disse que enquanto a secretária vem agindo com arrogância com os políticos e com truculência no tratamento com subordinados, a bandalheira ocorre nos bastidores da Seduc, pois estes equipamentos furtados eram para serem repassados às escolas públicas estaduais para equipar as salas de aula. Segundo ele, o festival de incompetência é espetacular e citou o caso de uma escola modelo de Guajará-Mirim, que sofre com os desmandos da secretária Izabel Luz. Quando chove a escola sofre enchente, além disso, faltam mesas, cadeiras, merenda escolar e até livros. Os alunos sofrem com o calor e assistem aulas no pátio.

Ao concluir, disse Hermínio Coelho ser preciso ainda que a secretária estadual de Educação, Izabel Luz esclareça sobre o escândalo das diárias, desde a época em que ocupava o cargo de diretora Financeira da Seudc.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS