BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

SEFIN – Exoneração de comissionados pode colocar em risco sistema de arrecadação do estado

O fato é que o estado depende urgentemente de cortes em seus gastos, porém todo o processo precisa ser muito bem realizado para não deixarmos o estado mais enfraquecido do aparentemente apresenta estar. Em uma fase decisiva para saber de permanece de pé o

Da Redação

24 de Julho de 2012 às 15:06

Foto: Divulgação

Confúcio Moura terá de exonerar comissionados para enxugar as contas do estado.
Passando por um dos momentos mais instáveis à frente a gestão do estado de Rondônia, o governador, Confúcio de Moura (PMDB), vem tentando a todo o custo equilibrar a balança financeira dos cofres do estado.
Para isso, utiliza uma das alternativas de qualquer empresa que passa por problemas financeiros, reduz o quadro funcional, no caso do governo, exonerar alguns comissionados que desempenham atividades que em momento de crise não é tão necessária.
Esse processo acelerou, após a liminar requerida pelo Ministério Público do estado determinando que o governo não poderia contratar funcionários comissionados em detrimento a aprovados em concurso público. Decisão essa que fatalmente acarretará em exonerações em cascata impressas nos próximos diários oficiais do estado. (Confira requerimento em anexo abaixo)
Porém, pontos de prioridades precisam ser analisados quando o assunto é exoneração em massa, pois existem servidores que desempenham papel cerebral dentro da máquina pública.
É o caso dos quase setenta servidores divididos entre desenvolvedores e analistas de sistemas, sistema como Fronteira, Sitafe, Nota Legal e Malha Fiscal, entre outros departamentos desse setor que é o coração financeiro do estado, a SEFIN (Secretaria de Finanças), responsável pela arrecadação de todo o estado.
Perto de outros estados de maior ou do mesmo porte de Rondônia em território brasileiro, uma equipe de setenta pessoas é considerada irrisória e vista com degenerescência para desenvolver todo o sistema de suporte digital utilizado pelos auditores fiscais e técnicos tributários de um estado, porém essa atual equipe da SEFIN/RO consegue fazer com que os 52 municípios rondonienses possam utilizar os sistemas e dados de forma on-line, entre outros serviços de grande utilidade.
Para tirar as duvidas existem equipes de suporte que ficam a disposição 24h00 por dia, que devido à mobilidade atual, varias vezes fora de seu horário de expediente remunerado atende quem precisa utilizar o sistema.
O fato é que o estado depende urgentemente de cortes em seus gastos, porém todo o processo precisa ser muito bem realizado para não deixarmos o estado mais enfraquecido do aparentemente apresenta estar. Em uma fase decisiva para saber de permanece de pé ou não, o estado de Rondônia não suportaria mais erros seguidos sobre suas costas.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS