BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Fiscais da Semusb estabelecem prazo para a saída de ambulantes próximo ao Shopping - Vídeo e Fotos

De acordo com o próprio ambulante, durante esses dois anos em que ele vende cachorro quente no local, ninguém da prefeitura sequer passou por lá para tentar esclarecer sobre a situação em que os trabalhadores estavam...

Da Redação

21 de Maio de 2010 às 11:52

Foto: Divulgação

Não é de hoje que trabalhadores informais de Porto Velho sofrem com a truculência de representantes do poder municipal. Desde o total desdenho do prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho em atender essas pessoas humildes, passado pela “sutileza” com que o secretário da Semusb (Secretaria Municipal de Serviços Básicos), Jair Ramires trata vários desses trabalhadores quando realiza suas fiscalizações, sendo inclusive condenado por crime de racismo após denuncia de um trabalhador ambulante, e terminando na forma como fiscais da prefeitura de Porto Velho chegam e simplesmente notificam e retiram esses trabalhadores sem dar nenhuma justificativa a esses profissionais.
 
Esse é o caso que está acontecendo com vendedores ambulantes que trabalham com serviço de alimentação nas proximidades do Porto Velho Shopping. Os “carros” de cachorro quente e outras comidas que geralmente tem um custo menor que os lanches vendidos nos imponentes “impérios” do fast food se tornam uma alternativa barata para as pessoas que não podem pagar muito por lanches que chegam a custar um pedaço considerável do salário básico de um trabalhador, inclusive para funcionários do Shopping que almoçam e lancham nesses locais.
 
Porém, sem dar a mínima atenção para essas questões humanas e sem considerar os aspectos sociais do local e do ambiente, fiscais da prefeitura de Porto Velho representado a Semusb, simplesmente chegaram até esses trabalhadores, os notificaram e deram apenas uma hora para essas pessoas saírem do local.
 
No momento em que a equipe de reportagem do RONDONIAOVIVO chegou ao local, encontrou Edson Rodrigues Barbosa, trabalhador ambulante que já está alojado em frente ao Shopping de Porto Velho há aproximadamente dois anos. Edson estava totalmente desolado, um olhar perdido de quem não sabia o que fazer e um dos motivos foi justamente o fato de ter sido pego de surpresa.
 
“Existem pessoas que dependem desse trabalho, agora se é para legalizar vamos legalizar! Mas chegar assim e já querer tirar a gente sem dar a mínima para o que se passa com as pessoas que trabalham aqui é muito injusto”, desabafou Edson.
 
De acordo com o próprio ambulante, durante esses dois anos em que ele vende cachorro quente no local, ninguém da prefeitura sequer passou por lá para tentar esclarecer 
sobre a situação em que os trabalhadores estavam.
 
“Simplesmente apareceram do nada e querem nos tirar o nosso trabalho” afirmou Edson Rodrigues Barbosa.
 
Outro ponto tocado pelo ambulante, foi que seu carro de cachorro quente, é limpo, pois ele tem todo zelo de um trabalhador que sabe dar valor ao seu local de trabalho e se  preocupa cm seus clientes, porém por incrível que pareça as reclamações de sujeira das pessoas que passam pelo local vem de uma empresa multinacional no ramo de alimentação localizada bem em frente ao carro de Edson. Fato esse constatado pela equipe de reportagem do RONDONIAOVIVO, que viu vários sacos de lixo orgânico e material que poderia ser utilizado para reciclagem jogados no meio da calçada, espalhando um odor desagradável, impedindo a passagem de pedestres que ali transitavam e ajudando a deixar a cidade de Porto Velho que já não tem um aspecto bom, mais feia e suja.
 
“Isso a prefeitura não vem notificar, é impressionante como a prefeitura de Porto Velho trata o povo simples como “cachorro” a os grandes empresários como se fossem semi-deuses”, concluiu revoltado Edson.
 
A equipe de reportagem do RONDONIAOVIVO, tentou entrar em contato com o secretário Jair Ramires, porém nos dois números da Semusb informado no site da Prefeitura de Porto Velho não conseguimos contato.

 

Confira Fotos:

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS