BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Santo Antônio Energia monitora população de Porto Velho

Objetivo é analisar os fluxos migratórios na região a partir da oferta de empregos gerada pela construção da hidrelétrica

Da Redação

15 de Setembro de 2009 às 10:12

Foto: Divulgação

 
 
A Santo Antônio Energia realiza a partir deste mês o Programa de Monitoramento do Crescimento da População de Porto Velho. A intenção é avaliar em que medida o crescimento populacional em decorrência da implantação da usina está afetando o problema habitacional e levantar parâmetros de educação, renda e expectativa de vida para eventualmente ajustar as ações da Santo Antônio previstas no PBA . Os resultados poderão contribuir também com o setor público no planejamento e gestão dessas políticas. Esse acompanhamento já estava previsto no Plano Básico Ambiental (PBA) da obra e terá início com a visita a 800 domicílios (são 90 mil no total) que comporão uma amostra aleatória estudada sob critérios estatísticos de significância e imparcialidade.
 
A Práxis Consultoria, empresa contratada pela Santo Antônio Energia, é a responsável pela pesquisa, que acontecerá semestralmente durante a fase de implantação da usina. A equipe de pesquisadores é formada por universitários e profissionais formados e se apresentará para as entrevistas identificada por crachás e camisetas com a logomarca da concessionária. Os questionários socioeconômicos a serem aplicados incluem informações sobre a procedência do indivíduo, seu propósito de migração e experiências de trabalho anteriores. “É muito importante todos os selecionados responderem ao questionário para isso refletir a realidade da cidade. Por meio dessa amostra, significativa estatisticamente, será possível analisar os diversos setores da economia, as classes sociais e os extratos de renda”, afirma Alzira Coelho, Coordenadora de Pesquisas da Práxis Consultoria. Os participantes têm a liberdade de não responder às questões nas quais não se sentirem à vontade.
 
A pesquisa também ajuda a identificar os cursos de formação de mão de obra que a população sente falta. Isso vai orientar o planejamento para os próximos programas que a empresa desenvolve em parceria com a Prefeitura, no que diz respeito à capacitação profissional.
 
Para dar início à pesquisa, os domicílios de alguns setores da cidade, previamente selecionados pelos estatísticos, foram recontados e depois sorteados aleatoriamente para comporem a amostra. ”A participação da própria comunidade é fundamental para que a amostra seja representativa e as informações confiáveis”, diz Alexandre Queiroz, Coordenador de Sustentabilidade da Santo Antônio Energia.
 
“Com a aplicação desses questionários será possível identificar e estudar o comportamento migratório para a cidade , ajustar as ações que já vêm sendo implementadas e, mesmo, propor ações complementares que sejam revertidas em benefícios para a própria comunidade”, explica Ricardo Márcio Martins Alves, Gerente de Sustentabilidade da Santo Antônio Energia.
 
Usina Hidrelétrica Santo Antônio
 
Com potência instalada de 3.150 megawatts e capacidade para abastecer 11 milhões de residências ou, aproximadamente, 44 milhões de pessoas, a UHE Santo Antônio tem investimento de R$ 13,5 bilhões e é referência em construção de hidrelétricas, pois utiliza tecnologia de ponta e menos agressiva ao meio ambiente.
 
Santo Antônio Energia
 
É a concessionária responsável pela construção e pela futura operação da Usina Hidrelétrica (UHE) Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em Porto Velho (RO), e pela comercialização da energia a ser gerada. O empreendimento – atualmente em fase de construção e considerado fundamental para o suprimento de energia elétrica necessário ao desenvolvimento do país - tem entre seus acionistas as empresas Furnas, Odebrecht, Andrade Gutierrez, Cemig e o Fundo de Investimentos e Participações Amazônia Energia (FIP) - encabeçado pelos bancos Banif e Santander e pelo Fundo de Investimento do FGTS. A UHE Santo Antônio é uma das principais obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS