BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CULINÁRIA: Como se tornar um chef de cozinha, profissão que está em alta no mercado

Tudo Gostoso

11 de Maio de 2020 às 11:06

Atualizada em : 11 de Maio de 2020 às 11:14

Foto: Divulgação

Você sabe o que faz um chef de cozinha? Dentro de um restaurante, a presença do chef é essencial: é ele quem planeja e organiza o cardápio, coordena o funcionamento do preparo (e também pré-preparo, o chamado mise-en-plàce) dos pratos, supervisiona o trabalho dos demais cozinheiros e muito mais. É uma profissão que exige técnica, criatividade, responsabilidade, muita prática e estudo. Veja dicas de como se tornar um chef de cozinha profissional!

 

Como se tornar um chef de cozinha profissional

Cursos e escolas de culinária

 

O primeiro passo pra quem quer seguir a carreira de chef é encontrar uma formação que atenda às necessidades de técnica exigidas pelo mercado. Para isso, existem várias opções, desde as mais caras até as mais baratas. A Le Cordon Bleu, por exemplo, é conhecida como a maior escola de culinária do mundo, sendo referência mundial no assunto. Tem diversas unidades espalhadas pelo globo e oferece cursos de curta e longa duração que garantem aos seus alunos um alto grau de desempenho dentro da cozinha. O investimento, entretanto, é alto e os custos podem pesar no bolso. Para quem não pode gastar muito, existe o Senac, que oferece diversos cursos bem conceituados no mercado da gastronomia. Com diversas unidades, eles ofertam cursos variados, também de longa e curta duração, que atendem às necessidades do aluno por preços mais acessíveis, mas sem perder o prestígio e a excelência na área.

 

Graduação em gastronomia

 

Para ser um chef profissional, a graduação não é obrigatória, mas é sempre uma boa opção! Muitas universidades oferecem o curso, inclusive universidades públicas, como a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), a UFBA (Universidade Federal da Bahia), a UEG (Universidade Estadual de Goiás. Para quem pode investir, universidades privadas também oferecem o curso, como a PUC-RS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul), a Estácio e a Anhanguera.

 

Intercâmbio

 

Muitas pessoas investem em intercâmbios para diversos países para dar início à carreira gastronômica. Existem diversas escolas de culinária ao redor do mundo todo que recebem estudantes estrangeiros a fim de aprender as práticas e técnicas da cozinha. Um dos principais destinos é a Europa, em especial a França, país referência em técnicas de gastronomia, que também conta com um dos mercados mais movimentados na área. Para quem tem condições, sair do país e viver essa experiência em outro lugar é uma boa pedida.

 

Livros, livros e mais livros

 

Existem muitos livros com os quais se pode estudar e aprender as técnicas exigidas pela alta gastronomia. A Le Cordon Bleu, por exemplo, tem um livro conceituado que conta com todas as técnicas culinárias ensinadas passo-a-passo. A Senac também tem uma publicação própria, que conta com diversas técnicas ilustradas que permitem que qualquer cozinheiro amador aprenda muito! Além disso, existem várias outras publicações organizadas por especialistas que cabem em todos os bolsos e atendem todas as necessidades e gostos! O que vale mesmo é estudar muito e colocar a teoria em prática para se aperfeiçoar cada vez mais!

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS