Derrota para o Internacional é ponto fora da curva na trajetória de Renato Gaúcho no comando do Flamengo

Antes de encarar o time do RS, o rubro-negro tinha 100% de aproveitamento com Renato como técnico

Derrota para o Internacional é ponto fora da curva na trajetória de Renato Gaúcho no comando do Flamengo

Foto: Imagem de siza18 por Pixabay

A derrota de 4 a 0 para o Internacional neste domingo (8) foi um golpe totalmente inesperado e um ponto fora da curva no Flamengo sob o comando do técnico Renato Gaúcho. Foi a primeira derrota do rubro-negro carioca desde que o ídolo gremista assumiu a equipe, na primeira quinzena de julho.

 

A goleada parece ter surtido o efeito de trazer o Flamengo de volta à realidade depois de alguns dias de euforia. O resultado deste domingo não apaga o ótimo desempenho que o clube teve ao longo das três semanas anteriores, mas serve de lembrete à equipe e aos torcedores de que a vitória nunca está garantida e que deve ser sempre valorizada. Faça seu cadastro e receba seu código promocional Betfair para dar seus palpites sobre os próximos jogos do Flamengo e dos demais clubes do Campeonato Brasileiro.

 

“Hoje quase nada deu certo para nós, e o Internacional se aproveitou. Até antes dessa partida, os jogadores eram de seleção brasileira e o técnico era um dos melhores do Brasil. Não tem jogo fácil. Eu já tinha dito que o Flamengo tropeçaria. Infelizmente tropeçamos hoje. Não tem time imbatível. O Flamengo vai tropeçar de novo. Faz parte do futebol”, disse Renato após a goleada colorada.

 

A partida foi tensa. Gabigol levou um amarelo, ironizou o árbitro e acabou expulso. Sobre isso, Renato cobrou que os árbitros também deem entrevistas para explicar seus erros após os jogos: “A CBF deveria repensar isso. Deveriam ser questionados. É muito fácil errar e se esconder”.

 

O Flamengo antes da derrota para o Internacional

 

Antes do resultado deste domingo, o Flamengo tinha vencido todas as sete partidas que disputou desde que Renato Gaúcho assumiu o cargo de técnico, com a demissão turbulenta de Rogério Ceni. Começou com vitória de 1 a 0 sobre o Defensa y Justicia pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

 

Para o jogo em Buenos Aires, Renato teve que lidar com uma série de desfalques. Ele fez a escolha controversa de apostar tudo no atacante Michael, que vinha de uma temporada ruim. No fim, foi Michael o responsável por marcar o único gol do Flamengo contra o Defensa y Justicia, na estreia de Renato no rubro-negro.

 

Depois, uma goleada de 5 a 0 sobre o Bahia pelo Brasileirão, 4 a 1 sobre o Defensa y Justicia no jogo de volta, 5 a 1 sobre o São Paulo pelo Brasileirão, 6 a 0 sobre o ABC pelas oitavas de final da Copa do Brasil e 3 a 1 sobre o Corinthians pelo Brasileirão. No jogo de volta contra o ABC, uma vitória mais modesta: 1 a 0. Somando todos os resultados, foram 25 gols marcados e apenas três sofridos em sete jogos.

 

O desempenho avassalador é atribuído por muitos analistas ao grande desejo que Renato possuía de treinar o Flamengo. Segundo a imprensa esportiva, o técnico já está pressionando o presidente rubro-negro, Rodolfo Landim, pela renovação do seu contrato, que vai até o fim de 2021 – depois da derrota para o Inter, tanto Renato quanto a diretoria devem ter reduzido a pressa pela renovação.

 

De qualquer forma, o contrato de Renato prevê que, caso Landim seja reeleito nas eleições de novembro no Flamengo, a permanência do técnico estará automaticamente renovada.

 

O apresentador do Arena SBT, Benjamin Back, porém, afirmou que acredita que Renato assumirá o cargo de técnico da seleção brasileira no lugar de Tite no fim do ano. Para que esse cenário de concretize, será fundamental um grande desempenho na Libertadores, de preferência com o título da competição da Conmebol.

 

Renato construiu um ambiente de afinidade na equipe. Embora seja célebre pelo seu estilo leve, ele cobra bastante os jogadores com relação aos aspectos táticos – mas Renato faz isso através do diálogo com os atletas, levando em consideração a visão e as preferências de cada um. Além disso, Renato possui uma ótima interlocução com os demais profissionais, como nos setores médico e de preparação física, fatores que contribuíram para o seu sucesso no Gremio entre 2016 e este ano, quando conquistou uma Copa do Brasil (2016), uma Libertadores (2017), uma Recopa Sulamericana (2018), três campeonatos e uma recopa estaduais (2018, 2019, 2020 e  2021).

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS