ESPAÇO ABERTO: Porto Velho está entre os vilões que provocam aquecimento global

ESPAÇO ABERTO: Porto Velho está entre os vilões que provocam aquecimento global

Foto: ILUSTRATIVA

DEZ PIORES
 
Entre os 10 municípios brasileiros que mais emitem gases do efeito estufa, os causadores do aquecimento global, oito estão na Amazônia — cinco deles no estado do Pará.
 
ANTES DA PANDEMIA
 
Os dados são referentes ao ano de 2019, estimativa mais recente disponível para o país, e foram divulgados nesta segunda-feira (13) pelo Sistema de Estimativas de Emissões e Remoções de Gases de Efeito Estufa (SEEG).
 
LISTA
 
Altamira (PA), São Félix do Xingu (PA) e Porto Velho (RO) lideram entre os 5.570 municípios brasileiros. Todas as oito cidades da Amazônia estão no topo da lista pelo mesmo motivo: desmatamento. A região Norte representa 60% de todo o carbono liberado no país.
 
COLOCAÇÃO
 
Porto Velho é o terceiro colocado nessa triste estatística. Nossa capital estaria emitindo 23,3 milhões de toneladas de CO2. 
 
EXEMPLO 
 
Entre as 35,2 milhões toneladas de CO2e (unidade de medida que reúne todos gases, do carbônico ao metano) emitidas por Altamira, 33,4 milhões estavam relacionadas com o desmatamento.
 
 
EXEMPLO 2
 
A cidade paraense tem população estimada em 117 mil habitantes, ou seja, é quase 100 vezes menos populosa do que a cidade de São Paulo, mas contabiliza o dobro das emissões.
 
ENTRE OS 100
 
Se Altamira fosse um país, estaria no 108º lugar no mundo em emissões de gases de efeito estufa, atrás da Suécia e da Noruega.
 
DESMATAMENTO/CARBONO
 
Quando qualquer árvore morre, seja por decomposição ou por queima, ela emite carbono. A questão é que a floresta derrubada também emite outros gases: o metano (CH4), que equivale a 25 toneladas de CO2; e o óxido nitroso (N2O), que equivale a 270 toneladas.
 
EXPLICAÇÃO
 
É por isso que os municípios da Amazônia apresentam dados altíssimos de emissões por habitante — têm poucos moradores, mas muito desmate.
 
**Fonte: G1
 
QUEIXA
 
Não é de hoje que o deputado Jair Montes reclama de algumas atitudes do Tribunal de Contas, que na opinião do parlamentar estariam "travando" demandas importantes que atrapalham o trabalho do Parlamento.
 
 
QUEIXA 2
 
Jair Montes também já deixou claro que entende que o Tribunal de Contas do Estado é um "mero" auxiliar do Legislativo. Essa afirmação acabou gerando até desconforto no Tribunal. 
 
QUEIXA 3
 
Em um vídeo que circula nas redes sociais do deputado, ele chegou a comparar a ação de um Conselheiro do Tribunal de Contas com a de um Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).
 
QUEIXA 4
 
O deputado enfatiza que decisões tomadas nos últimos tempos pelo Conselheiro em questão, seriam parecidas com as de um ministro do Supremo, que na visão de Jair Montes são pessoais e não contribuem  para o serviço público.  
 
OUTRO LADO
 
O Conselheiro criticado por Jair Montes disse que o deputado está exercendo o legítimo direito de se manifestar. Não quis rebater publicamente porque entende que o parlamentar é movido por uma pauta política, enquanto ele analisa critérios técnicos.
 
OUTRO LADO 2
 
Sobre suposta subordinação do TCE ao Legislativo, o Conselheiro destaca que a constituição estabelece equivalência e equilíbrio institucional, determinando o papel de cada ente público.
 
VEM SOZINHO
 
Durante encontro realizado no sábado, 11, o PSOL de Rondônia decidiu pelo afastamento da chamada Frente de Esquerda para poder lançar candidatura própria ao Governo do Estado.
 
DEFINIÇÃO
 
Segundo o presidente regional da sigla, Pimenta de Rondônia, a decisão sobre o nome que assumirá a cabeça da chapa na disputa será conhecida e oficializada ainda esta semana.
 
OFICIALIZAÇÃO
 
Também será marcada outra região com o grupo formado pelo PT, PCdoB, PSB, Solidariedade e PV, para que possa ser feita a comunicação oficial de decisão tomada.
 
DOCUMENTO
 
A CNI preparou 21 documentos para os pré-candidatos à Presidência da República. As propostas da indústria  envolvem infraestrutura, meio ambiente e sustentabilidade.
 
SUGESTÃO
 
De acordo com o presidente da entidade, Robson Braga de Andrade, o objetivo do setor industrial é contribuir com estudos que analisam os grandes desafios nacionais. 
 
 
AÇÃO
 
A CNI apresenta um conjunto de medidas e caminhos para que, ao longo dos próximos quatro anos, o Brasil supere antigos gargalos que prejudicam sua competitividade e se prepare para os desafios da economia do futuro.
 
QUASE 30 ANOS
 
Desde 1994, a indústria brasileira apresenta aos candidatos ao Planalto, a sua contribuição para que o Brasil alcance potencial como grande economia mundial. Dessa forma, o setor produtivo comunica propostas que contribuam para ajudar não só as empresas, como também todo o país.
 
CHAMAMENTO
 
A pré-candidata a deputada estadual, Ieda Chaves, vem tentando mobilizar mulheres empreendedoras para se engajar na  política partidária. 
 
 
INTERIOR
 
Em encontro no município de Ouro Preto do Oeste, Ieda disse que o ato de empreender é inerente a quem tem foco nos seus sonhos e a política partidária precisa de quem tem esse perfil.
 
PONTUAL
 
Para Ieda, o empreendedorismo permite que seja possível identificar problemas e oportunidades  no campo pessoal, profissional e empresarial sempre visando o bem comum.
 
 
PONTUAL 2
 
A Primeira Dama de Porto Velho, enfatiza que apesar de seu sucesso como empresária foi no empreendedorismo social que ela conseguiu ganhar notoriedade e reconheciumento da população.
Direito ao esquecimento

Você acredita que candidatos evangélicos são realmente ungidos de Deus ou são “ungidos” do pastor?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS