ESPAÇO ABERTO: Com economia estrangulada fome aumenta e previsão é de cenário ainda pior

ESPAÇO ABERTO: Com economia estrangulada fome aumenta e previsão é de cenário ainda pior

Foto: Divulgação

ESFOMEADOS
 
O número de pessoas passando fome no Brasil,  quase duplicou em menos de dois anos. De acordo com a pesquisa Vigisan (Inquérito Nacional Sobre Segurança Alimentar no Contexto da Pandemia Covid-19 no Brasil), divulgada ontem 33,1 milhões de brasileiros se encontram nessa situação (15,5% da população).
 
AUMENTOU
 
O levantamento foi realizado pela Penssan (Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional), que envolve seis entidades parceiras. Em 2020, quando foi realizada a primeira pesquisa deste tipo, eram 19 milhões de pessoas com fome no Brasil (9,1% da população).
 
 
QUASE 20 ANOS
 
Existem pesquisas feitas com a mesma metodologia a partir de 2004, mas pelo IBGE —que desde 2018 não realizou mais o levantamento— o que impossibilita a comparação.
 
TODO O BRASIL
 
O novo inquérito foi conduzido pelo instituto Vox Populi entre novembro de 2021 e abril de 2022, com visita a 12.745 domicílios de 577 municípios nos 26 estados e no Distrito Federal.
 
PREOCUPAÇÃO
 
Segundo a pesquisa, mais da metade (58,7%) da população brasileira convive com insegurança alimentar em algum grau, o que significa 125,2 milhões de brasileiros. São famílias que estão preocupadas com a possibilidade de não ter alimento no futuro ou já passam fome.
 
OUTRO LADO
 
O Ministério da Cidadania ainda não respondeu oficialmente sobre os números divulgados.
 
RURAL
 
O problema da fome aparece mais no campo, onde 60% dos domicílios relataram algum tipo de dificuldade —18,6% com insegurança alimentar grave.
 
PONTUAL
 
Os pesquisadores também destacam que as famílias negras e chefiadas por mulheres são as mais atingidas. 65% dos domicílios comandados por pessoas pretas e pardas convivem com restrição de alimentos em qualquer nível.
 
PONTUAL 2
 
63% dos lares com responsáveis mulheres apresentaram algum patamar de insegurança alimentar.
 
 
AGUA E FOME
 
Um dos itens novos nesta edição da pesquisa foi a análise da relação entre insegurança hídrica e alimentar. Das casas com dificuldades no abastecimento de água, 42% responderam que passam por situação de fome.
 
NORTE MAIS PREOCUPADO
 
Proporcionalmente, a preocupação com o acesso a alimentos atinge maiores parcelas da população no Norte (71,6%) e no Nordeste (68%).
 
NA PRÁTICA
 
No entanto, em números absolutos, o Nordeste registra mais pessoas com fome: são 12 milhões em situação de insegurança alimentar grave.
 
REFERÊNCIA
 
A pesquisa utiliza como parâmetro a EBIA (Escala Brasileira de Insegurança Alimentar), também usada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
 
CORTES
 
Entre as reduções de verbas do governo federal está uma parcela sifnificativa do orçamento do principal programa de aquisição de alimentos da agricultura familiar, o Alimenta Brasil —ação voltada para a compra da produção agrícola de famílias e doação a pessoas em situação de insegurança alimentar.
 
CONDENAÇÃO
 
O presidente Jair Bolsonaro foi condenado a pagar indenização de R$ 100 mil por dano moral coletivo causado a profissionais de jornalismo. A decisão é da juíza Tamara Hochgreb Matos, da 24ª Vara Cível da Comarca de São Paulo. 
 
 
INICIATIVA
 
A ação civil pública contra Bolsonaro partiu do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo em 7 de abril do ano passado. As duas datas são simbólicas: 7 de abril é Dia do Jornalista e 7 de junho, Dia Nacional da Liberdade de Imprensa. Segundo a entidade, a decisão é inédita contra um governante em exercício.
 
CONTEXTUALIZAÇÃO
 
A juíza Tamara Matos também citou diferentes declarações homofóbicas e misóginas de Bolsonaro contra jornalistas. “Restou, destarte, amplamente demonstrado que ao ofender a reputação e a honra subjetiva de jornalistas, insinuando que mulheres somente podem obter um furo jornalístico se seduzirem alguém, fazer uso de piadas homofóbicas e comentários xenófobos, expressões vulgares e de baixo calão, e pior, ameaçar e incentivar seus apoiadores a agredir jornalistas, o réu manifesta, com violência verbal, seu ódio, desprezo e intolerância contra os profissionais da imprensa, desqualificando-os e desprezando-os, o que configura manifesta prática de discurso de ódio, e evidentemente extrapola todos os limites da liberdade de expressão garantida constitucionalmente.”
 
ENTENDIMENTO
 
Dessa maneira, a decisão judicial confirma o assédio moral coletivo contra a categoria de jornalistas, atentando contra a liberdade de imprensa e contra a democracia, prevendo o pagamento de indenização de R$ 100 mil reais a ser revertida para o Fundo Estadual de Defesa dos Direitos Difusos. 
 
OUTRO LADO
 
O presidente Jair Bolsonaro não se manifestou oficialmente sobre a decisão. Ainda cabe recurso
 
CASTANHEIRA II 
 
A 17ª Brigada de Infantaria de Selva está realizando a Operação CASTANHEIRA II, com objetivo de combater delitos transfronteiriços e ambientais e intensificar a presença do Estado Brasileiro na Faixa de Fronteira da área de responsabilidade da Brigada Príncipe da Beira, que engloba os Estados de Rondônia, Acre e sul do Amazonas.
 
 
PONTOS ESTRATÉGICOS
 
Com o apoio dos Órgãos de Segurança Pública e de Fiscalização Ambiental federais e estaduais, estão sendo realizadas operações militares preventivas e repressivas em cerca de 15 municípios e ao longo de seis rios e igarapés, por meio de ações fluviais e terrestres.
 
 
HOMENAGEM
 
O secretário-chefe da Casa Civil de Rondônia, Júnior Gonçalves, recebeu da Assembleia Legislativa de Rondônia Título Honorífico de Honra ao Mérito. A distinção é entregue a personalidades que de alguma forma contribuem com o desenvolvimento do estado.
 
 
HOMENAGEM 2
 
O governador Marcos Rocha destacou que Junior é a cara da nova política. Disse que acreditou no potencial do Secretário mesmo ele sendo considerado  um menino, que nunca tinha assumido cargo político.
 
HOMENAGEM 3
 
Emocionado, o secretário-chefe da Casa Civil pontuou: “Quem tem propósito incomoda e a vida me deu muitas derrotas, mas eu saí mais forte de cada luta, pois tudo na vida é um ciclo e precisamos seguir firme no que Deus tem de propósito para as nossas vidas. Quando fui convidado para assumir esse cargo, eu não sabia nada de gestão pública, mas contratei pessoas que sabiam e que tinham paciência para me ensinar”, explicou.
 
COMEMORAÇÃO
 
Renato Oliveira, gerente de vendas da Raviera Jeep, em Ji-Paraná, comemorou com sua equipe o balanço final de negócios durante a Rondônia Rural Show. Foram vendidos 43 veículos, 100% a mais que na feira de 2019. O montante de vendas chegou a 7 milhões de reais.
 
 
RETOMADA
 
Prefeitura voltou a trabalhar no bairro Jardim Santana, em obras de infraestrutura da Avenida Rio de Janeiro, que será principal via de acesso dos moradores do Orgulho do Madeira ao Centro da capital.
 
RETOMADA 2
 
Hildon explicou que a obra estava  atrasada porque parte do recurso de contrapartida do Ministério do Desenvolvimento Regional foi parar em outro município.
 
 
CANCELAMENTO
 
Hildon enfatizou que foi rompido o contrato desta obra com o Governo Federal para atualização de planilhas. O trabalho recomeçou com recursos próprios do município e do Governo do Estado.
 
VALORES
 
O prefeito disse ainda que o investimento total da obra é de pouco mais de R$ 6 milhões. A prefeitura irá investir quase R$ 1.4 milhão. A previsão é de que em 90 dias o trabalho já esteja concluído.
 
OPORTUNIDADE
 
Até a próxima segunda-feira (13), a Energisa está com vagas abertas para o Jovem Aprendiz em Rondônia. São 24 vagas para pessoas de 18 a 21 anos que residam em Porto Velho.
 
PRAZO
 
O programa tem duração de dois anos com início previsto para agosto. É preciso ter concluído o ensino médio, disponibilidade para trabalho e curso em horário comercial, de segunda a sexta-feira.
 
DINÂMICA
 
Os jovens selecionados vão participar de aulas práticas e teóricas no curso de formação de Técnico em Eletrotécnica que serão ministradas no Senai, além de salário compatível com o mercado e vale-transporte.
 
CONSTRUÇÃO DE CARREIRA
 
Segundo o diretor-presidente da Energisa em Rondônia, André Theobald, o programa abre as portas do mercado de trabalho para o jovem que ainda não tem experiência. “Muitos dos líderes que atuam hoje na empresa começaram como jovens aprendizes e construíram aqui sua carreira. Essa é a oportunidade para que uma nova geração também escreva a sua própria história”, disse.
 
 
TEM MAIS
 
A Energisa também está selecionando profissionais para capital e interior para atuar nas áreas administrativas e técnicas. São 10 vagas para auxiliar comercial, 8 para eletricistas de distribuição, 2 para técnico de operações de sistema, 1 para eletricista de distribuição e 1 para analista de automação. Também há 6 vagas para estágio de nível superior e 2 para nível técnico.  Para participar do processo seletivo é necessário se inscrever no portal jobs.kenoby.com/grupoenergisa, selecionar o estado, a cidade e o cargo de interesse.
Direito ao esquecimento

Você acredita que candidatos evangélicos são realmente ungidos de Deus ou são “ungidos” do pastor?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS