ESPAÇO ABERTO: Fim do prazo de filiações partidárias é marcado por traições, mentiras e hipocrisia

ESPAÇO ABERTO: Fim do prazo de filiações partidárias é marcado por traições, mentiras e hipocrisia

Foto: Divulgação

 

TRASH

O jogo de cena de alguns candidatos, ou eventuais candidatos, para esta eleição, serve de roteiro para um filme pastelão. Mas um filme bem bolado até. Com vigarice, atores cafonas, mentira, amor e juras eternas.
 
IDAS E VINDAS
 
Gente que foi, não foi, acabou ficando e quase nem arruma lugar para ficar. O cenário que se desenrola surpreende pois para formar nominata, vale até mimos entre gente que se odeia atrás da cortina.
 
ACORDOS
 
O que parece impossível pode surpreender em nome do poder. Só vou pontuar o que já deixei bem claro há bastante tempo. A noiva - o MDB – foi o primeiro partido a rachar por divergências entre suas lideranças.
 
ACORDOS 2
 
O presidente da sigla no Estado, deputado Lúcio Mosquini, fechou com Marcos Rocha, enquanto o senador Confúcio Moura, liderança tão importante quanto Mosquini, fechou com Leo Moraes.
 
CONFUSO
 
É complicado sim, mas não é difícil de entender. Publicamente Confúcio disse que seu ex-secretário de Justiça, Marcos Rocha, nunca lhe deu atenção e teria desdenhado de sua ajuda via Senado.
 
ABORRECIMENTO
 
Confúcio diz que precisa estar ao lado de quem deseja o avanço do Estado, principalmente na educação. Teria visto em Leo Moraes, o candidato mais próximo da realidade desejada pela população.
 
OUTRA FRENTE
 
Já Mosquini ressalta que Marcos Rocha sempre foi um aliado preocupado em pôr em prática demandas importantes  e teria sido parceiro em várias ações.
 
OPOSTOS
 
Se essas opiniões confundem, o que dizer então da possibilidade de um integrante do PSDB “furar a fila”, virar membro do PL e ser o nome para o senado na chapa de Marcos Rocha.
 
BARGANHA
 
O valor da barganha teria sido bem atrativo e nem de longe perturba o fator ideológico. O que vale nessa hora é a permanência no poder.
 
NOVIDADE
 
O problema é que o “goela abaixo” não serve para todo mundo e já tem gente com o plano B em ação. Marcos Rogério abandonando a rabeta ao governo, traz o prefeito de Cacoal, Adailton Fúria, para a disputa.
 
OFICIAL
 
O discurso de renúncia ao cargo de prefeito para entrar na disputa ao Governo  já está até pronto. Essa jogada de Fúria, seria a salvação para político candidato à reeleição que sozinho não tem a mínima chance de formar nominata.
 
FURIOSO
 
A questão é que para isso acontecer, o senador Marcos Rogério, que não é o dono do PL, tem que desistir da disputa. Sabedor do que acontece nos bastidores da política local, nesta quinta-feira, o deputado coronel Chrisóstomo já antecipa que vai fazer uma Live histórica.
 
PARLAMENTAR: Coronel Chrisóstomo é o melhor deputado federal de 2020, diz  site - Rondoniaovivo.com
 
FURIOSO 2
 
Embora o senador Marcos Rogério tenha feito uma Live, ontem, afirmando que continua candidato, o deputado Chrisóstomo garante que vai contextualizar todo o cenário e deixar claro que traição não é com ele.
 
FURIOSO 3 
 
Chrisóstomo garante que vai expor o cenário atual e pontuar quem são os oportunistas que aparecem de última hora para obter vantagens. Me disse que não concorda com nada do que estaria sendo “armado” na Cochia.
 
 
LIGADO
 
Daqui a pouco, entre 9h e 11h da manhã, eu mato minha curiosidade. As transmissões feitas pelo deputado Chrisóstomo são sempre cheias de veemência, e essa de hoje imagino que será “empolgante”. 
 
NOVIDADE
 
Como tudo pode acontecer, inclusive nada, até o prazo final de filiações, mais dois partidos estariam se articulando para ter chapa majoritária. PDT e Solidariedade seriam a bola da vez.
 
TUDO PRONTO
 
A composição teria o ex-governador Daniel Pereira para governador, a empresária Ana Gurgacz para vice e o ex-conselheiro do Tribunal de Contas, Benedito Antônio Alves, para o senado. O senador Acir Gurgacz é quem estaria costurando a nominata.
 
 
APROVADO
 
A Assembleia Legislativa aprovou por unanimidade, Projeto de Lei  1509/2021, de autoria do deputado Laerte Gomes – PSD, que assegura ao paciente diagnosticado com câncer, o direito de consentir ou recusar, de forma livre, voluntária e esclarecida, o local de realização dos procedimentos diagnósticos, terapêuticos e atos médicos a serem realizados, no âmbito do Estado de Rondônia.
 
OBRAS PARADAS: Presidente Laerte Gomes faz indicações para DER atender  demandas de municípios - Rondoniaovivo.com
 
TRANSTORNOS
 
Durante a votação, o deputado Laerte Gomes disse que vem ocorrendo sistematicamente direcionamentos prejudiciais aos pacientes, encaminhando-se pessoas para tratamentos, em uma unidade de Porto Velho, que não conta com todo o aparato necessário, para o devido acolhimento e tratamento dos pacientes.
 
OPÇÃO
 
Laerte afirmou que o PL garante ao paciente o direito de escolha da instituição de saúde do Sistema de Regulação da Rede Pública Estadual de Saúde, a qual o mesmo submeter-se-á, as diferentes fases de tratamento, como procedimentos cirúrgicos, quimioterápicos, e radioterápicos, garantindo-lhes autonomia da escolha do local de tratamento, com fundamento no princípio da dignidade humana.
 
PRAZO
 
Conforme o Projeto, fica estabelecido o prazo de 90 dias, para a adequação das unidades de saúde habilitadas em Oncologia. Também fica estabelecido que a norma aprovada na ALE, deve imediatamente ser incorporada ao Plano Estadual de Oncologia.
 
AGILIDADE
 
De acordo com Laerte, o tratamento do paciente diagnosticado com câncer não pode esperar, “e requer urgência, eficácia e resposta imediata na Rede Pública Estadual de Saúde, no entanto, a burocracia, e a falta de sensibilidade, estabelecendo-se critérios sem observar a parte interessada, vem de certa forma prejudicando o devido acolhimento dessas pessoas”.
Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS