ESPAÇO ABERTO: Consumidores terão até 40% de desconto para negociar conta de luz atrasada

ESPAÇO ABERTO: Consumidores terão até 40% de desconto para negociar conta de luz atrasada

Foto: Divulgação

DESCONTO
 
Energisa iniciou campanha para que pessoas inadimplentes possam regularizar débitos. A empresa está oferecendo descontos que podem chegar até 40%. Os interessados podem entrar em contato pelos canais digitais de atendimento da empresa, sem precisar sair de casa.
 
REDE 
 
A campanha é válida para todos os clientes das 11 concessionárias do Grupo nos estados do Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo, Sergipe e Tocantins. 
 
FACILITAÇÃO
 
Com os impactos da pandemia da Covid-19 na economia, a Energisa buscou alternativas para que os clientes tivessem boas condições na hora de negociar. 
Nesta campanha, por exemplo, o índice de correção monetária utilizado na negociação será o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que vem tendo reajustes mais baixos, impactando menos no valor final da dívida após ela ser atualizada.  
 
PONTUAL
 
A Energisa enfatiza que vai analisar a situação de cada cliente, para chegar na melhor negociação possível. Contas com mais de 180 dias em atraso que forem pagas à vista podem ter descontos de até 40% no valor final. Já os clientes com débitos de até 180 dias podem parcelar o valor negociado no cartão de crédito em 12 vezes. 
 
PROCEDIMENTO
 
Para negociar pela GISA, assistente virtual disponível 24 horas por dia pelo WhatsApp, é só escrever a palavra Parcelamento e dar início à conversa. Se preferir pelo site, basta acessar a Agência Virtual em https://www.energisa.com.br/paginas/login.aspx, realizar o cadastro e selecionar a opção ‘Negociar Dívida’.
 
TEM MAIS
 
No APP EnergisaOn, é só clicar no ícone Parcelamento. Outra facilidade é o pagamento de faturas de energia por Pix, que já está disponível para todos os clientes.
 
SERVIÇO:
 
WhatsApp (Gisa): (69) 99358-9673
Aplicativo EnergisaOn (disponível no Google Play ou AppStore do celular)
Site: energisa.com.br  
Call Center: 0800 647 0120
 
 
OUTRO PERFIL DE CLIENTE
 
O Nubank sempre se diferenciou de outras instituições por oferecer cartão de crédito sem anuidade e tarifas. Mas o banco deu uma guinada de posicionamento ao lançar ontem  o cartão ultravioleta, focado no público de alta renda. Para se diferenciar do popular cartão roxo, o ultravioleta possui uma série de diferenciais. Para começar, ele é feito de metal, e não de plástico.
 
NEGADO 
 
Você imaginaria ler em uma mesma frase o nome da ministra Cármen Lúcia, do STF, e uma referência ao Pokémon TCG, aqueles cards colecionáveis que são febre entre crianças e também entre adultos? Pois saiba que a magistrada fez a alegria dos fãs da brincadeira ao negar um pedido da AGU, que solicitou que as cartas passassem a pagar imposto no Brasil. 
 
NOVO GRUPO DE VACINA 
 
Os bancários e trabalhadores dos Correios vão ser incluídos como prioridade na vacinação contra a Covid-19. O anúncio foi feito ontem pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. A pasta diz que divulgará uma nota técnica com detalhes sobre a imunização até o final da semana e, a partir daí, começa o envio das doses de vacinas contra a Covid para os estados.
 
PINGA NI MIM
 
O brasileiro está bebendo mais cachaça. A conclusão é de um levantamento realizado pela Neogrid, que analisa a cadeia de suprimentos do varejo alimentar. O índice de ruptura da cachaça, indicador que mede a falta de produtos, vem subindo desde fevereiro – passando de 8,43% para 12,24%.
 
LICOR
 
Falando em cachaça, ganhei do colega Andreoli uma pinga caseira feita na cidade de Botucatu, São Paulo. A bebida é tão suave que parece um licor. Aliás, o mercado artesanal, tanto de cerveja como cachaça, já vem crescendo há bastante tempo. 
 
OPINIÃO
 
Recebi carta de um leitor assíduo da coluna que faz uma análise do atual cenário político. A publicação está na íntegra, sem correções, apenas editei em parágrafos para facilitar a leitura.
 
Senhor jornalista
 
Sou leitor assíduo de sua coluna e aprecio a diversidade de assuntos  mas acompanho com muita atenção os assuntos políticos, tanto na esfera Federal como Estadual e local. No Brasil temos um Presidente e  eu votei nele, que cada dia se atrapalha  com um novo escândalo. 
 
Agora é as rachadinhas. Isso não é novo no Brasil uma vez que é sabido que quase todo empregado comissionado é obrigado a devolver uma parte do que ganha. A surpresa é por conta do presidente falar  a todo o instante que seu governo não tem corrupção, pode até não ter do jeito que a gente conhece mas em um sistema podre como o nosso sempre tem e vai ter, alguém tentado meter a mão no dinheiro público.
 
Na política estadual temos um governador que em quase três anos não sabe o que deve fazer  para governar com firmeza e resultado. Já ganhou a pecha de ser um cidadão enclausurado no palácio onde vive. Usa a internet para fazer pregação e mistura política com fé e esperança de dias melhores. Não deve se aconselhar com ninguém pois quem deveria proporcionar dias melhores para o povo é justamente ele que tem o poder de mandar executar.
 
Porém faz isso muito precariamente, conheço esse policial militar desde os tempos de prefeitura, parece que não aprendeu quase nada nem na prefeitura ou no próprio estado onde estava como secretário quando saiu candidato e ganhou a eleição. Seu governo é morno e assim deve ser até o final do mandato. Criou um programa com nome brega de tchau poeira que parece não empolgar nem seus aliados políticos pois não se vê deputado nenhum dando amplo destaque pro assunto. Pelo que se vê tem mais político preocupado em ver o governo tampar  a buraqueira nas estradas pertencentes ao estado do que eliminar a poeira. Não acho Marcos Rocha um gestor ruim simplesmente porque ele não é gestor.
 
Em Porto Velho Hildon Chaves descobriu tarde mas felizmente descobriu que a cidade precisa de obras. Ganhou a eleição com isso e conseguiu a proeza de fazer o povo esquecer os transtornos com o transporte público. Isso é uma coisa que Hildon conseguiu escapar imune já que sempre  disse que o transporte na capital era péssimo não que a atual situação seja uma maravilha mas ta pelo menos razoável se comparado ao que era antes, quando a prefeitura pagava pra sucatas circularem pela cidade.
 
A diferença de Hildon pra Marcos Rocha é que o prefeito parece tentar fazer algo mesmo que erre como aconteceu com a compra de vacinas. Lhe pergunto quem pode ser o próximo governador ? Vocês falam que o senador Marcos Rogério é candidato, não sei até onde ele consegue ir defendendo Bolsonaro do jeito que defende.
 
Um nome novo não existe já que Leo Moraes sumiu da discussão política, Vinicius Miguel é secretário do Hildon e não deve enfrentá-lo se Hildon resolver concorrer e Ivo Cassol tem condenação que lhe impede de  ser candidato. Expedito pode tentar de novo mas isso eu acho que racharia o partido dele que é o mesmo do Hildon  e Daniel Pereira também é outro que pode arriscar disputar ao governo. Vamos esperar e ver o que deve sobrar para o eleitor no ano que vem. Se for publicar o que lhe escrevi peço para não divulgar meu telefone apenas o e-mail se quizer.
 
Alexandre.mota@gmail.com
Porto Velho
 
CARDÁPIO DO DIA
 
Quartou com Q de "Quero subir mas sem fazer os outros de escada!". Então vamos pedir aquele Marmitex MaraviGOLD?
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS