BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Advogados de Rondônia tentam furar fila para receber vacina

Confira a coluna de Cícero Moura

CÍCERO MOURA/RONDONIAOVIVO

12 de Janeiro de 2021 às 08:55

Atualizada em : 12 de Janeiro de 2021 às 15:00

Foto: Divulgação

NA CARA DURA
 
A Caixa de Assistência dos Advogados de Rondônia tentou furar a fila e garantir a imunização antes do restante dos brasileiros. Em ofício enviado à Fiocruz no
dia 22 de dezembro do ano passado, o grupo de advogados argumenta que está “preocupado” com o combate à Covid-19. 
 
JUSTIFICATIVA
 
A alegação é de que advogados e estagiários costumam frequentar hospitais quando vão entrevistar clientes e, principalmente nos presídios, onde podem conduzir o vírus a esses locais nas visitas aos presos.
 
QUANTIDADE
 
Os nobres bacharéis pediram a doação de 5 mil doses da vacina. Para tentar convencer a Fiocruz, o grupo afirmou, ainda, que iria arcar com os custos de transporte do imunizante. 
 
PARA O MS
 
A resposta da Fiocruz foi a mesma enviada ao Supremo Tribunal Federal, que também solicitou 7 mil doses, em novembro. Em ofício, a instituição escreveu que toda a produção da vacina contra Covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a empresa Astrazeneca, será “integralmente destinada ao Ministério da Saúde”.
 
COERÊNCIA
 
A Fiocruz disse ainda que não possui autonomia nem para dedicar parte da produção para a imunização de seus servidores e colaboradores.
 
LEI DE GERSON
 
É impressionante observar grupos isolados tentando levar vantagem com justificativas estapafúrdias. Milhões estão morrendo no mundo, pessoas dos grupos de risco estão com a vida por um fio e ainda assim que se danem os mais vulneráveis.  
 
CRISE
 
Fechamento de 03 fábricas da Ford no País e demissão de 5 mil servidores do Banco do Brasil revelam tempos mais nebulosos que estão para chegar. A montadora alega que já havia crise no setor e com o a pandemia a situação ficou insustentável.
 
DISPENSAS
 
Pelo menos 5 mil trabalhadores vão ficar desempregados com o fechamento da fábrica da Ford. A empresa promete negociar com os sindicatos medidas que amenizem o impacto das demissões.
 
INDUSTRIA
 
A Confederação Nacional da Industria ( CNI ) informou que o Custo Brasil e a falta de incentivos do governo são os principais fatores que fizeram a montadora fechar as operações no País.
 
AVISO
 
A CNI diz ainda que a decisão da Ford serve como alerta para o governo providenciar medidas urgentes para redução do custo Brasil, entre elas a reforma tributária. Se isso não ocorrer, mais empresas podem seguir no mesmo caminho da montadora, enfatiza a Confederação.
 
OUTRO LADO
 
O Ministério da Economia informou que lamenta a decisão tomada pela Ford e disse que o governo vem promovendo ações de incentivo à economia que reduzam o custo Brasil. 
 
TRISTEZA
 
Fiquei triste com a morte do cinegrafista Adilson Santos Silva, 55 anos, ocorrida na manhã de ontem. Ele contraiu covid-19 e não resistiu as complicações causadas pela doença. 
 
BRINCALHÃO
 
Nunca trabalhei com Adilson, mas toda vez que nos encontrávamos em entrevistas coletivas ele me tratava com simpatia e cordialidade.
 
BONS TEMPOS
 
Era saudosista como eu e gostava de falar sobre “ os trambolhos” que cinegrafistas e auxiliares carregavam nos anos 80. Equipamentos grandes e pesados que eram um tormento para os profissionais da época.
 
JURUNA
 
O carinhoso apelido usado pelos colegas era uma maneira de brincar com Adilson que tinha uma silhueta parecida com a do cacique Juruna, primeiro deputado federal indígena do Brasil, falecido em 2002.
 
BAGAGEM  
 
Bastante conhecido no meio jornalístico, Adilson trabalhou por vários anos na SIC TV, afiliada da Record TV em Rondônia. 
 
AINDA SOBRE COVID-19
 
Ontem no fim da tarde, o Bispo de Humaitá, Dom Antônio Fontinelle, foi transferido para a UTI de um hospital particular em Porto Velho. Fontinelle está com coronavírus.
 
PRECAUÇÃO
 
Segundo os médicos, sua permanência na UTI é para tratar a infecção pulmonar com mais eficácia.
 
NOTA
 
Em nota, a Diocese de Humaitá informou que não há necessidade de preocupações maiores. “ vamos manter a serenidade, pedindo oração pelo Bispo e pelos demais pacientes de covid-19", afirma a nota.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS