PARA BEBÊS: Espetáculo Meu Jardim será exibido em Porto Velho pelo Sobrevento

Meu Jardim já foi apresentado em Madri, Santiago de Compostela e em diversas cidades da Catalunha (Espanha), em Charleville-Mezières (França), em Banská Bystrica e Hriňová (Eslováquia) e em todas as creches públicas e conveniadas de São Bernardo do Campo (SP). A entrada é gratuita.

PARA BEBÊS: Espetáculo Meu Jardim será exibido em Porto Velho pelo Sobrevento

Foto: Divulgação

O Grupo Sobrevento, pioneiro em Teatro para Bebês no Brasil e considerado, internacionalmente, um dos maiores expoentes brasileiros do Teatro de Animação, apresenta o espetáculo MEU JARDIM, direcionado a bebês, com ENTRADA FRANCA. As apresentações acontecem no dia 4 de agosto, quinta, às 15h, e no dia 5 de agosto, sexta, às 9h e às 15h, para educadores e alunos de creches públicas. No dia 6 de agosto, sábado, serão realizadas duas sessões para o público familiar, às 9h e às 10h30.

 

O Sobrevento coordena também uma oficina de Teatro para Bebês, destinadas a educadores, artistas e pesquisadores, nos dias 4 e 5 de agosto, das 10h às 13h. A ideia é promover um intercâmbio com educadores, companhias de teatro locais, escolas e universidades de teatro, estabelecendo um espaço para discussão de processos de criação e de produção, tentando estimular a criação de espetáculos voltados para a Primeira Infância – praticamente inexistentes na atualidade.

 

 

Toda a programação é gratuita e acontece no Centro Municipal de Arte e Cultura Escolar Francisco Lázaro dos Santos – Laio, que fica na Rua Pau Ferro com Rua Anari, Bairro Castanheira (Zona Sul). Reservas para o espetáculo e inscrições para a oficina devem ser feitas pelo e-mail info@sobrevento.com.br

 

O projeto conta com o patrocínio da Eletrobras Furnas e é realizado pela Lei de Incentivo à Cultura.

 

O ESPETÁCULO

 

Entediado, em meio a um deserto, um viajante decide criar um jardim. Mas como fazê-lo? A partir do texto da autora belga de origem iraniana Mandana Sadat, o SOBREVENTO compõe um espetáculo que fala de esperança, de sonho, do desejo e da possibilidade de transformar o mundo, em uma paisagem que poderia ser o Irã, como poderia ser o Brasil. A montagem utiliza elementos visuais e sonoros próprios da cultura brasileira, que a aproximam da cultura iraniana e que, curiosamente, parecerão familiares a cidadãos de todo o mundo. A estrutura do texto original – publicado em um livro que se lê em idioma ocidental da esquerda para a direita e que se lê em persa da direita para a esquerda, compondo duas histórias semelhantes, porém diferentes – mantém-se nesta montagem, com a construção e a desconstrução do jardim. Uma desconstrução que deixa, entretanto, uma semente como presente de esperança e de possibilidade de recriação, ao alcance de todos nós. Para o SOBREVENTO, criar um mundo, um jardim, do nada, no nada, como o faz em seu espetáculo, como o fez Mandana Sadat ao escrever o seu livro, como fez o público ao ter os seus bebês, é a crença de que há um mundo bonito a ser construído e de que a vida, definitivamente, vale a pena.

 

MEU JARDIM já foi apresentado em Madri, Santiago de Compostela e em diversas cidades da Catalunha (Espanha), em Charleville-Mezières (França), em Banská Bystrica e Hriňová (Eslováquia) e em todas as creches públicas e conveniadas de São Bernardo do Campo (SP), para aproximadamente 7.000 crianças de 8 meses a 3 anos, que nunca haviam visto Teatro.

 

O TEATRO PARA BEBÊS

 

Todo ser humano é pleno desde que nasce. A um bebê não falta nada. É capaz de se comunicar, de se relacionar, de se emocionar desde sempre. Entende tudo o que merece ser entendido. E isto é o suficiente e o importante para o Teatro, cujos elementos não são feitos de moléculas, de medidas, de quantias, mas de poesia, da poesia inata em todo ser humano.

 

Quando os nossos filhos nascem, aprendemos, juntos, um jeito de nos comunicar. Criamos formas de nos relacionar, de nos reconhecer. E terminamos por nos entender um pouco melhor. Este é o Teatro que o Teatro para Bebês quer ser: um encontro frágil onde cada atitude, cada gesto de cada participante, provoca novos resultados; um descobrimento, um novo olhar, um olhar de quem vê as coisas pela primeira vez e que é capaz de se maravilhar com elas.

 

É uma experiência inesquecível ver 80 bebês e mais de 100 pais reunidos no foyer de um Teatro, à espera do início do espetáculo. E ver, durante o espetáculo, como os pais – desarmados – se surpreendem com os seus bebês, do mesmo modo que estes se fascinam com o espetáculo. Compartilhando uma experiência poética, artística e não recreativa, de entretenimento. Em um ambiente carregado de emoção, surpresa, deslumbramento e poesia.

 

OFICINAS GRATUITAS

 

 Por meio de oficinas, o SOBREVENTO pretende difundir uma prática pioneira que realiza há mais de uma década – a construção de uma arte para a primeiríssima infância. Em um intercâmbio com artistas e educadores, o grupo quer discutir as ideias e o pensamento que embasam os princípios do Teatro para Bebês, expondo suas possibilidades e limitações e estimulando a criação de espetáculos voltados para esse público. A linguagem ainda é pouco conhecida e o SOBREVENTO é uma das raras companhias que teve contato com ela pelas mãos dos maiores expoentes do gênero no mundo.

 

Será abordado o seu processo de criação e as particularidades da construção de uma dramaturgia voltada para a primeira infância, que busca estabelecer uma comunicação poética, e não didática, com este público. Também se discutirá como amparar uma apresentação para bebês – a interlocução com programadores, pais e professores – e a necessidade de monitores que acompanhem as apresentações para orientar os pais e como preparar os monitores para esta função.

 

O SOBREVENTO COMEMORA 35 ANOS

 

Em 2022, o Sobrevento comemora 35 anos dedicados exclusivamente ao Teatro. No seu percurso, com mais de 25 peças montadas e apresentadas no Brasil e em diversos países, consolidou-se, internacionalmente, como um dos mais destacados especialistas em Teatro de Animação e de Objetos.

 

Inquieto, arrisca-se constantemente em pesquisas insuspeitas e pioneiras, que ajudam a criar diversidade no fazer teatral, a valorizar o Teatro de Animação sob diferentes formas, a difundir um Teatro de Bonecos e Objetos para adultos e um Teatro para a primeira Infância e a descentralizar a produção artística no Brasil e no mundo.

 

SERVIÇO:

 

Espetáculo MEU JARDIM, com o Grupo Sobrevento Sessões direcionadas a creches públicas, mediante agendamento prévio: Dia 4/08/2022, às 15h, Dia 5/08/2022, às 9h e às 15h

 

Sessões abertas ao público familiar: Dia 6/08/2022, às 9h e às 10h30

 

O espetáculo dura cerca de 45 minutos e destina-se a um bebê (0-3 anos de idade) com um acompanhante. Para proteger os bebês e garantir a qualidade do espetáculo, haverá reservas pelo email info@sobrevento.com.br.

 

Os ingressos devem ser retirados até meia hora antes de cada sessão. As reservas caem 15 minutos antes de cada sessão, caso haja fila de espera. Será disponibilizado um máximo 90 lugares, por sessão. Um acompanhante extra ou outro espectador poderá ser admitido, caso haja disponibilidade de lugares, por ordem de chegada e a critério da produção. Os teatros serão especialmente preparados para receber bebês e seus pais, com assentos especiais para bebês, trocadores e brinquedoteca.

 

Oficina Teatro para Bebês, coordenada por Sandra Vargas

 

Dias 4 e 5/08/2022, das 10h às 13h

 

A oficina dura 6 horas e pode ser acompanhada por até 30 participantes - educadores e/ou artistas interessados em promover um encontro poético com a primeira infância. Inscrições por carta de interesse para o e-mail info@sobrevento.com.br

 

Centro Municipal de Arte e Cultura Escolar Francisco Lázaro dos Santos - Laio

Rua Pau Ferro com Rua Anari - Bairro Castanheira / Zona Sul - Porto Velho

 

Ficha Técnica

 

Direção: Sandra Vargas e Luiz André Cherubini

Atores-manipuladores: Maurício Santana e Luiz André Cherubini

Coordenação da oficina: Sandra Vargas

Músico: João Poleto

Técnico de Iluminação: Marcelo Amaral

Recepção do público e monitoria: Sandra Vargas

Técn. Som: Sandra Vargas

Diretor de Produção: Luiz André Cherubini

Produtor executivo: Maurício Santana

Produção Local: Selma Pavanelli e Stephanie Matos

Assessoria de Imprensa: Eliane Viana Araújo

 
 
 
Direito ao esquecimento

Quando você acha que a área da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré será liberada ao público?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS