ORIGENS: Fotógrafo que iniciou carreira em Rondônia expõe fotos de indígenas em galeria na Oscar Freire, em SP

ORIGENS: Fotógrafo que iniciou carreira em Rondônia expõe fotos de indígenas em galeria na Oscar Freire, em SP

Foto: LPT Mack

Gaúcho de nascimento, Luis Pablo Trentin Mack iniciou há cerca de 22 anos a sua carreira como artista plástico e fotógrafo na cidade de Vilhena, sul de Rondônia, onde fez história e contribuiu com a cena cultural. Graduou-se em artes em Uberaba (MG) e, há 12 anos, atua em São Paulo (SP), meca das artes e da cultura brasileiras.

 

Na próxima sexta-feira (29), Mack inaugura a exposição “Origens” na Unibes Cultural (rua Oscar Freire, 2500); serão mostradas até 25 de julho 40 fotografias de indígenas brasileiros produzidas no estúdio Passapraka. A curadoria é de Walter M. Ito, crítico e colecionar de obras de artes contemporâneas e internacionais.

 

De Rondônia e a fase experimental do artista até o momento presente — duas décadas depois — Luís Pablo Trentin Mack percorreu uma longa caminhada. Premiado em concursos de fotografias mundo afora, tem um livro publicado — “A cor da viagem”, com 940 imagens produzidas em todos os continentes — e expôs em galerias de arte na Europa.

 

Polivalente, é um “faz-tudo” nas artes: dançarino, cenógrafo, pintor, ator, produtor. Mas, há tempos tem na fotografia sua principal atividade. Estuda e produz o tempo todo. De ensaios em estúdio para editoriais de moda e de marketing passando por coberturas de eventos a expedições pelo mundo com cliques que contam histórias das mais diversas culturas.

 

A experiência e a formação do fotográfico como artista plástico estão refletidas na beleza e no significado antropológico de todas as suas produções dos anos 2000 até hoje. Inclusive na coleção “Origens” que evidencia o compromisso —que transcende a estética — de Mack com o Brasil profundo: o dos indígenas; mundo ainda tão misterioso aos olhos de quem vive numa megalópoles como São Paulo. O fotógrafo morou na Amazônia — e isso apurou seu olhar e seu amor pelo universo dos povos da floresta e toda a sua exuberância visual, tão plural e relevante culturalmente.

 

 

Os indígenas mostrados na exposição são de diversos estados: do Rio Grande do Sul ao Amazonas, passando por São Paulo (sim, há índios na Pauliceia Desvairada), Maranhão, Acre e Pará, totalizando cerca de 15 etnias.

 

◾️PREMIADO

 

 O GuruShots é o maior site de fotógrafos da atualidade, que já superou a barreira do mundo digital criando exposições no mundo real com as fotos vencedoras de seus concursos em galerias de arte em vários países. O portal conferiu dois prêmios a Luís Pablo como melhor fotógrafo. Ele já tinha seu nome indicado como um dos cem melhores do mundo pela 35° awards de 2017 concorrendo com 257 mil  profissionais  de vários países.

 

Saiba mais: https://passapraka.46graus.com/channel/um-fotografo-brasileiro-premiado-internacionalmente-CJW9476

Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS