LGBTQIAP+: A programação de Papos do Vale acontece nesta sexta-feira e sábado no formato online

Na programação estarão quatro artistas: Alexandre Falcão, A Black Z, Lauri Silva e Lupita Amorim, além de relatos da comunidade de algumas pessoas da comunidade LGBTQIAP+

LGBTQIAP+:  A programação de Papos do Vale acontece nesta sexta-feira e sábado no formato online

Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira,22, e sábado, 23, tem o Papos do Vale, que contará com apresentações de obras artísticas e debates sobre a temática LGBTQIAP+ com artistas-pesquisadores, de forma a apresentar as vivências e as histórias deste universo, buscando informar e construir conhecimentos sobre o tema.

 

As transmissões ocorrerão via plataforma digital, pelos canais do Youtube e Facebook do Teatro Ruante. Serão dois dias de arte e muito papo, que contará com intérpretes de Libras, permitindo o acesso à comunidade surda.

Na programação estarão quatro artistas: Alexandre Falcão, A Black Z, Lauri Silva e Lupita Amorim, além de relatos da comunidade de algumas pessoas da comunidade LGBTQIAP+.

 

Para Jamile Soares, produtora do evento, "esta é uma oportunidade significativa, pois o estado de Rondônia tem altos índices de violência contra essa população. Por isso, segundo ela, o debate por meio da arte pode ajudar a compreender melhor este universo".

 

Lei Aldir Blanc

 

O projeto foi contemplado no Edital nº 34/2021/SEJUCEL-CODEC – 2ª Edição Mary Cianne Prêmio de Produção Artístico-Cultural para Transmissões ao Vivo/Gravadas – Eixo II, Categoria B.

 

Programação

 

Dia 22 de abril – 19h (horário de Rondônia)

Alexandre Falcão – Migrações

 

Sinopse: Um artista, uma pessoa como outra qualquer. Uma década e milhares de quilômetros separam-no de distintos relacionamentos, ao longo do tempo e do espaço. Uma fração da vida em cartas, canções e poemas de amor. Imagens e marcas no corpo e na história. Relações afetivas são belas ou ridículas? O público escolhe, a cada momento. Quem nunca?

 

Ficha técnica

 

Direção: Alexandre Falcão e Raissa Dourado

Montagem e Finalização: Raissa Dourado

Fotografia: Raissa Dourado 

Imagens de arquivo: Samara Costa

Atuação: Alexandre Falcão

Músicas: “Canção da Despedida” (Alexandre Falcão). Harmonia e violão: Thiago Silva.

“Eis aqui o Morto” (Anderson Benvindo) 

Trilha original: Anderson Benvindo 

 

Minibio: Alexandre Falcão é artista de teatro e se aventura também pelo audiovisual e pela música. Formado como ator pela Escola Livre de Teatro de Santo André – ELT, atua como docente no Departamento de Artes da Universidade Federal de Rondônia – UNIR e é mestre e doutor em Artes pela Universidade Estadual Paulista – Unesp.

 

Lauri Silva – Palestra com o tema História e Interseccionalidade: O Movimento LGBTQI+ em Rondônia(1990 a 2021)

 

Mulher trans afro-ameríndigena. Licenciada e bacharela em história pela Universidade Federal de Rondônia; Psicopedagoga; Mestrado em história e estudos culturais pela Universidade Federal de Rondônia. Atualmente doutoranda no Programa de Pós Graduação em história da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e graduanda em Serviço Social (UNINTER).  Membra do Centro de Referência a História LGBTQI+ do Rio Grande do Sul. Membra da Rede LGBT de Memória e Museologia Social.

 

Dia 23 de abril – 19h (horário de Rondônia)

 

Lupita Amorim – Quarinterna

 

Sinopse: A introspecção intensa da própria mente forçada pela quarentena inesperada obriga a pessoa a se tornar mais íntima dela mesma, passando por um processo de autoconhecimento nunca antes imaginado.

 

Minibio: É multiartista enquanto atriz, modelo, dançarina, poetisa, graduanda em Ciências Sociais na UFMT. Divide sua vida e produções entre a universidade, militância e arte, pautando a partir de suas movimentações as urgências da população travesti preta, pobre e periférica.

 

A Black Z – Pachamama

 

Sinopse: A Amazônia está em chamas. O clipe Pachamama é um manifesto contra esse ecocídio.  

 

Minibio: Anderson Ferreira, filho de mãe solo, é maranhense e tornou-se rondoniano de criação e coração. Adotou como nome artístico A BLACK Z e tem múltiplos talentos: é cantor, ator e preparador vocal. Atua no cenário artístico de Porto Velho/RO realizando tributos e covers, atuando em peças teatrais e apresentando-se em diversos eventos culturais. Atualmente trabalha na criação do seu segundo álbum autoral que se chamará “Paraíso”.

 

Sobre a proponente

 

Jamile Soares é produtora, atriz e palhaça com 8 anos de experiência cênica, integrante dos coletivos Teatro Ruante, Trupe dos Conspiradores e Cia Peripécias. Com o Ruante foi ganhadora dos Prêmios Funarte de estímulo ao Circo 2019, Prêmio Sesc de Incentivo a Arte Cênica 2018 – (2018); com o mesmo coletivo integrou a produção da Mostra de Repertório do Teatro Ruante (2017 e 2018), como atriz atuou em diversos espetáculos dos grupos citados como Era uma vez João e Maria... e ainda éCIDADE GRANDE, joão ninguém e Um inimigo do povo. Mais recentemente, na condição de discente, participou do Curso de Extensão Estudos em Teatro Negro (2020), Curso em Dramaturgia Negra (2020) e do Grupo de Extensão em Crítica Teatral da Unir.

Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS