RECURSOS: Documentário “O Divino Guaporé” é contemplado pela Lei Aldir Blanc

Documentário “O Divino Guaporé” é contemplado com recursos da Lei Aldir Blanc

RECURSOS: Documentário “O Divino Guaporé” é contemplado pela Lei Aldir Blanc

Foto: Divulgação

A festa do Divino Espírito Santo, que acontece todos os anos, na região do Vale do Guaporé, fronteira entre Brasil e Bolívia se tornou tema do filme “O Divino Guaporé”, lançado no último dia 30 de maio. A produção cinematográfica é fruto dos editais elaborados pelo Governo de Rondônia, por intermédio da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), responsável pelo repasse dos recursos oriundos da Lei Aldir Blanc, que contempla a classe artística em tempos de pandemia.
 
 
A romaria fluvial do Divino Espírito Santo já acontece há mais de 100 anos. Em virtude de sua grande relevância no âmbito cultural, não somente para Rondônia, mas, também, para o país, o festejo religioso passou a fazer parte do calendário cultural do Estado desde o ano passado. De acordo com o superintendente da Sejucel, Jobson Bandeira dos Santos, o propósito é valorizar e fomentar ainda mais o setor cultural rondoniense.
 
 
Segundo Bandeira, o festejo está inserido no calendário do Estado
 
 
“O fato da Festa do Divino entrar no calendário oficial das atividades culturais do Estado, significa que sua realização passa a ter apoio governamental, sinalizando que a atual gestão, além de valorizar essa relevante marca constituinte da identidade rondoniense e do povo brasileiro, estará resgatando uma dívida histórica para com esses cidadãos, que sempre estiveram às margens das políticas públicas e, ainda assim, asseguram a paz na fronteira do Brasil com a Bolívia. Podemos dizer assim, que se trata de um evento internacional”, destacou.
 
 
Para a oficialização da data do festejo no calendário estadual do Governo de Rondônia, foi realizado um estudo juntamente com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a equipe técnica de historiadores da Sejucel que analisou todo o trabalho e apoio jurídico. Ainda conforme Bandeira, a Sejucel está empenhada para dar todo o suporte necessário ao festejo numa próxima oportunidade, visando dar maior visibilidade. Caso a coordenação responsável informar que fará uma amostra ou algo similar e pedir apoio, a Superintendência estará à disposição. Este ano, a Festa do Divino Espírito Santo completa 127 anos de existência.
 
 
PROJETO CONTEMPLADO
 
 
Em 2020, por intermédio da Lei Federal Aldir Blanc, o Executivo Estadual conseguiu recurso emergencial de R$ 18 milhões para que a classe artística não ficasse desassistida. A Superintendência já colhe frutos de um intenso trabalho, do mapeamento dos artistas à elaboração e aplicação dos 10 editais e ao pagamento do auxílio emergencial. Tudo foi desenvolvido de forma hábil, em contato direto com os profissionais da Arte e Cultura, para que pudessem ter seus projetos contemplados o mais rápido possível.
 
 
Ao todo, 308 projetos foram apresentados pela classe artística. A produção do filme “O Divino Guaporé” é um deles. O documentário foi produzido com recursos da Lei Aldir Blanc, através do Edital Jair Rangel Nº 78/2020/Sejucel -CODEC, Eixo III, Item III, Sejucel/RO (2020).
 
 
Governo de RO
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS