Festival de Música Portal da Amazônia valoriza artistas autorais em RO

A quinta edição do evento contou com apresentação de 10 artistas e foi transmitida através de lives.

    Festival de Música Portal da Amazônia valoriza artistas autorais em RO

Foto: Divulgação

Com objetivo de valorizar artistas que produzem música autoral em Rondônia foi realizado em Vilhena entre os dias 27 a 31 de janeiro o 5º Festival de Música Portal da Amazônia. O evento foi transmitido através de lives e contou com dez atrações e três oficinas de iniciação musical como contrapartida do projeto.

 

O evento contou  com 10 atrações musicais com vários estilos, entre eles, pop , rock , sertanejo  e entre as atrações brilharam no palco a cantora Gabi Shima, Arguelho, e as bandas Suzy & Os Galácticos, Orions, Ruama, Reino Abrangente, Máfia Do Rock, Mecrohv, Subpop e Chevy Zero.

 

Por conta das restrições devido à pandemia do coronavírus, a atividade foi transmitida on-line. Em todas as lives teveinterpretação de libras.

 

De acordo com Marcio Guilhermon, organizador do evento, a iniciativa de realizar o festival que este ano chegou em sua quinta edição, nasceu da sua admiração pela música autoral de Rondônia.

 

“A música local, assim como outras formas de arte, conta e carrega a história e identidade de um povo, e acredito que isso deve ser valorizado e o Festival Portal da Amazônia vem justamente para dar oportunidade para os músicos que produzem trabalhos autorais possam ter oportunidade de tocar e mostrar seu talento”, ressaltou produtor.

 

Público recorde

 

Marcio agradeceu a todos os músicos que participaram do evento e ao público que fez desta edição um sucesso. Para se ter ideia o festival alcançou um público em suas lives no Facebook e no You Tube de mais de 80 mil pessoas, e as lives foram compartilhadas 2.366 vezes, e receberam 527 curtidas e 1195 comentários.

 

Lei Aldir Blanc

 

Marcio Guilhermon explicou que o festival é um projeto cultural fomentado pela Lei Aldir Blanc por meio do Governo de Rondônia através da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), pelo Edital Pacaás Novos – SEJUCEL.

 

O projeto do festival foi contemplado no EDITAL Nº 80/2020/ Sejucel - Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer/Codec – 1ª Edição Pacaás Novos do Edital de Chamamento Público para Difusão de Festivais, Mostras e Feiras Artísticas e Culturais – Lei Federal 14.017/2020 (LEI ALDIR BLANC) no Eixo I : Festivais.

 

Fonte: Assessoria do evento

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

J G Dalmeida

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS