BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

PANDEMIA : Mostra de cinema online discute a violência contra a mulher

O evento, promovido pela Filmes de Quintal (também produtora do Forum.doc), foi criado em decorrência do aumento da violência doméstica por conta do novo coronavírus

Rondoniaovivo - edição

17 de Agosto de 2020 às 09:10

Foto: Divulgação

A mostra on-line Cinema, olhares no feminino será exibida ao público durante cinco semanas, até 18 de setembro. Serão cinco longas (um por semana) e dois curtas realizados por mulheres. A atividade iniciou no sábado,15, com o filme “A Hora da Estrela”.

 

O evento, promovido pela Filmes de Quintal (também produtora do Forum.doc), foi criado em decorrência da pandemiado novo coronavírus. “Começamos a perceber que o assunto violência contra a mulher em situação de isolamento domésticoveio muito à tona. Criamos uma mostra que se caracteriza pela diversidade da produção das diretoras”, comenta a organizadora, Júnia Torres.

 

 

Programação

 

22 a 28 de agosto

 

Precisamos falar de assédio (2016), de Paula Sacchetto

Durante a Semana da Mulher, em São Paulo, van-estúdio coleta depoimentos de vítimas de abusos. Usando máscaras, as entrevistadas revelam o que ocorreu com elas.

 

29 de agosto a 4 de setembro

 

 

O amor natural (1997), de Heddy Honigmann

Documentário sobre poemas eróticos de Carlos Drummond de Andrade, que vieram a público após a morte dele, em 1987. Rodado no Rio de Janeiro, filme traz pessoas comuns e artistas recitando poesias do mineiro e discutindo temas relacionados à sexualidade.

 

5 a 11 de setembro

 

Baronesa (2017), de Juliana Antunes

Documentário sobre duas amigas que moram na periferia de Belo Horizonte, às voltas com a tensão causada pela violência. Andreia começa a construir uma casa, enquanto Leid e os filhos estão à espera do marido, que está preso.

 

12 a 18 de setembro

 

Câmera de espelhos (2016), de Déa Ferraz

Construída dentro de uma caixa preta, sala de estar recebe vários homens, colocados diante de um espelho. Rodado no Recife, o filme discute o universo masculino, o machismo e questões de gênero.

 

 

Kbela (2015), de Yasmin Thayná

 

 

Curta sobre mulheres negras discute o racismo e o simbolismo dos cabelos crespos, abordando questões como autoestima e empoderamento.

 

ATÉ 12 DE SETEMBRO

 

Curta Os fios da vida das mulheres jaguar (2014), de Flor Alvarez Medrano. Filme discute a violência entre indígenas, partindo da experiência de mulheres maias.

 

 

CINEMA, OLHARES NO FEMININO 

 

 A mostra será realizada até 18 de setembro, com exibições gratuitas na plataforma olharfeminino.filmesdequintal.org.br.

 

Fonte: Portal Uai

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS