BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ÚLTIMA CHANCE:Espaços culturais e artistas de Rondônia podem se cadastrar até esta quarta-feira

O cadastro deveria encerrar na última sexta-feira,31/7, mas devido a dificuldade de algumas pessoas em executar essa ação, o Conselho decidiu prorrogar

rondoniaovivo

03 de Agosto de 2020 às 10:02

Atualizada em : 04 de Agosto de 2020 às 07:47

Foto: Divulgação

O Conselho Estadual de Cultura prorrogou até esta quarta-feira,05, o cadastramento dos artistas e espaços culturais de Rondônia, segundo afirmou o presidente da entidade, Chicão Santos. Inicialmente, as inscrições encerrariam na sexta-feira,31. Veja  abaixo quem pode fazer o cadastramento.

 

O superintendente daJuventude, Cultura, Esporte e Lazer, Jobson Bandeira, afirmou que a prorrogação ocorreu em virtude de as pessoas estarem com dificuldade de acessar o sistema para fazer a inscrição. “Como é tudo feito pela Internet, tem gente que não possui tanta habilidade no manuseio, por isso melhoramos o sistema para que o acesso ao espaço para se inscrever se tornasse mais fácil”, declarou.

 

o mapeamento cultural em Rondônia que pode ser feito neste link.

 

O Estado receberá 18 milhões e os municípios 12 milhões para serem repassados aos artistas e espaços culturais. Serão três parcelas do auxílio emergencial de R$ 600 mensais para os trabalhadores da área cultural, além de um subsídio para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperavas e organizações comunitárias. Esse subsídio mensal terá valor entre R$ 3 mil e R$ 10 mil, de acordo com critérios estabelecidos pelos gestores locais.

 

Quem pode se cadastrar como artista?

 

Ensaiador, atriz, corógrafo, costureiro, músico, desinger, roadie, bailarina, fotógrafo, instrutora, figurinista, diretor, produtor, maquiadora, contra regra, editora, roteirista, poeta, escritor, cenógrafo, iluminador, entre outros.

 

Espaços Culturais - cadastro

 

Teatros independentes, academia de dança, estúdio fotográficos, sebos, associações culturais, produtoras, sedes de grupos, pontos de cultura, salas de leitura, dentre outros.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS