BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

TEATRO: Cia Arte em Evolução completa 16 anos de instalação em Rondônia

Entre os trabalhos da Cia, está a atividade teatral desenvolvida para o público infantil nas escolas de capital

texto - assessoria

21 de Julho de 2020 às 08:39

Foto: Cia Arte em Evolução

Uma das companhias mais atuantes do estado de Rondônia, completou  16 anos de existência nesta segunda-feira,20. Com uma trajetória cheia de altos e baixos a Cia de Artes Evolução, resiste em fazer o teatro acontecer em território rondoniense.

 

Fundada em 20 de julho do ano de 2004, a Cia Evolução vem trabalhando sem parar, para atender a população com suas produções culturais, voltadas para todos os públicos. São 16 anos de história construída com muito esforço, dedicação e amor a arte de representar.

 

Atualmente denominada Associação Sociocultural e educacional Evolução, a instituição é constituída por seis integrantes e sempre trabalhou com artistas convidados, dando a todos a oportunidade de trabalhar e desenvolver suas habilidades artísticas.

 

BREVE HISTÓRICO DA CIA

 

Com o objetivo de promover atividades culturais, principalmente na área de teatro, a Cia de Artes Evolução foi fundada no dia 20 de julho de 2004. Com sede na cidade de Porto Velho-RO, recebeu o nome de Grupo de Teatro Evolução e iniciou suas atividades com 10 integrantes, após o término de uma oficina, ministrada pelo ator Eules Lycaon, na comunidade Nossa Senhora de Nazaré, localizada na Zona Sul da capital.

 

 

O primeiro trabalho apresentado pela Cia foi uma esquete denominada “Quero Ver Jesus” trabalho apresentado em algumas comunidades e no festival vocacional, realizado em agosto de 2004, no Colégio Dom Bosco. Em 2005 estreou seu primeiro trabalho infantil, o espetáculo “São Jorge e o Dragão, com o qual participou de vários projetos e do I Festibon (Festival de Teatro de Bonecos), realizado no ano de 2006.  Neste mesmo ano estreou o espetáculo “Um Estranho Chamado Jesus”.

 

 E Com o espetáculo São Jorge e o Dragão, participou do projeto Arte No Bairro, realizado em 2007, percorrendo 20 bairros de Porto Velho. Ainda com o mesmo espetáculo, participou do Festival Amazônia Encena na Rua (2008).

 

Em 2009 a Cia estreou dois novos espetáculos, o infantil “Os Bichos Também Amam” e o espetáculo adulto “É Crime Não Saber Ler”, ambas as peças participaram de vários projetos e festivais, tais como: Festival Palco Giratório, Inauguração do Teatro Municipal Banzeiros, Inauguração do Mercado Cultural, Projeto Saga na escola, Projeto Aldeia Guaporé, realizado em Ji-Paraná, dentre outros. Foi exatamente em 2009 que a Cia iniciou o projeto O Teatro Vai à Escola, projeto este que acontece todos os anos, no decorrer do ano letivo.

 

Em 2010, realizou com o espetáculo Os Bichos Também Amam, a primeira edição do projeto Temporada Na Praça. No mesmo ano, participou do projeto Cultura Sesc Itinerante, circulando com os espetáculos Os Bichos Também Amam e É Crime Não Saber Ler, percorrendo dezesseis municípios do interior de Rondônia. E ainda participou do Festival Palco Giratório, com Os Bichos Também Amam.

 

Em 2010 e 2011, a Cia Evolução representou o estado de Rondônia, no Festival de Teatro de Curitiba, também com apresentações de Os Bichos Também Amam” e “É Crime Não Saber Ler.

 

Em 2012, dentro da programação do Festival Amazônia Encena Na Rua, a Cia estreou mais um espetáculo de rua, denominado “Julieta de Bela Flor”, com o qual, realizou mais uma edição do projeto Temporada na Praça.

 

 

No ano seguinte, com o mesmo trabalho, participou do Festival Palco Giratório. E com a peça Os Bichos Também Amam, participou do Projeto Circulando Cultura Nos Distritos. Ainda em 2013 realizou o projeto Evolução EnCena, desenvolvido no município de Seringueiras-RO, com apresentações dos espetáculos Julieta de Bela Flor, É Crime Não Saber Ler e Os Bichos Também Amam, além de desenvolver oficina para professores. Em 2014, desenvolveu o mesmo projeto Evolução EnCena, desta vez, no município de Atalaia do Norte-AM e ainda participou do projeto 100 anos de Porto Velho, desenvolvido pelo Sesc/RO.

 

E os trabalhos não pararam por aí. Vários projetos continuam sendo desenvolvidos pela Cia Evolução. Os mais recentes trabalhos produzidos pela companhia são: Festa dos Meus Sonhos e Cantigadeira, além do espetáculo A Energia Que Mora Em Mim, o qual está sendo apresentado nos estados do Acre e Rondônia, pelo projeto Nossa Energia. Desde fevereiro de 2019 a Cia Evolução  trabalha em parceria com EL Produções que já produziu O Teatro Vai à Escola e agora está empenhada no projeto Relatos-História da Cia de Artes Evolução.

 

Texto: Assessoria da Cia

 

 

 

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS