CONSTRUÇÃO: Obras do novo campus da Faculdade Católica estão em ritmo acelerado

Instituição prevê o fortalecimento de projetos de pesquisa

CONSTRUÇÃO: Obras do novo campus da Faculdade Católica estão em ritmo acelerado

Foto: Divulgação

As obras de construção do novo campus da Faculdade Católica de Rondônia (FCR) seguem a todo vapor. Com a previsão de entrega em dezembro deste ano, a estrutura com 21.000m², localizada na região do Espaço Alternativo, proporcionará maior conforto à comunidade acadêmica e seus colaboradores.
 
Segundo o professor fundador da FCR, professor Dr. Fabio Rychecki Hecktheuer, independente da estrutura predial, a instituição seguirá o seu foco, ou seja, a produção de pesquisa na Amazônia. 
 
É fundamental para a região o investimento em pesquisa e a FCR vem sendo um diferencial em nosso estado exatamente por ter essa compreensão e atuação”, ressaltou.
 
Há alguns dias, atendendo o convite da gestão, o professor Andreimar Martins Soares, conheceu a estrutura em construção do novo campus. 
 
É uma grata satisfação participar desta iniciativa, Rondônia precisa de instituições assim, que invistam nesta região para desenvolvê-la. Eu acredito no desenvolvimento socioeconômico do estado, porém, passa pela educação e pela pesquisa”, disse.
 
Andreimar Soares é diretor do Departamento de Apoio à Pesquisa e de Formação em Recursos Humanos em Ciência e Tecnologia da Fundação Rondônia de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa do Estado de Rondônia (FAPERO).
 
Ademais, o professor Andreimar Soares passará a compor o quadro da FCR para fortalecer este importante pilar do projeto do ensino superior católico na Amazônia: a produção científica. 
 
O professor Andreimar estará à frente, com o suporte da gestão, do desenvolvimento de programas específicos para o fortalecimento da ciência no âmbito da FCR, envolvendo, dentre outras coisas, a elaboração e submissão de novos programas de pós-graduação próprios.
 
Na ocasião, o reitor parabenizou Andreimar por pensar a Amazônia a partir da realidade da própria Amazônia.
 
MAIOR OBRA DO SETOR EDUCACIONAL
 
Acompanhando a visita, o diretor acadêmico da FCR, Prof. Dr. Pedro Abib, lembrou que a obra é a maior em andamento do setor educacional do Brasil. 
 
Estamos em plena pandemia, gerando empregos e renda na capital do Estado. A coordenação e elaboração destes trabalhos são desenvolvidos por empresas locais como, por exemplo, a Barroso Arquitetura e o grupo Marok que desenvolve a parte de energia solar”, citou.
 
Acrescentou, ainda, que “a FCR quando diz que pretende o desenvolvimento e a sustentabilidade da região Norte e dos seus povos, afirma que também em um momento como esse deve investir em quem é daqui. A teoria não pode se alijar da prática, por isso, pensamos cuidadosamente em todos que iriam compor esse tão relevante projeto de expansão da nossa Instituição de Ensino Superior (IES)”.
 
A construção está sendo erguida em quatro pavimentos, seguindo os conceitos de modernidade e interação com as pessoas.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS