JUSTIÇA: AGU pede bloqueio de bens de 40 pessoas detidas por atos golpistas

Punição deve recair sobre imóveis, veículos e valores encontrados em contas bancárias de golpistas que estão em prisão preventiva

JUSTIÇA: AGU pede bloqueio de bens de 40 pessoas detidas por atos golpistas

Foto: Divulgação

A AGU (Advocacia-Geral da União) entrou, nesta terça-feira (24), com uma solicitação de bloqueio de bens de 40 pessoas que estão detidas por conta do envolvimento nos  atos de invasão e depredação de prédios da Praça dos Três Poderes no dia 8 de janeiro.
 
 
A 8ª Vara Federal de Brasília já havia aceitado o pedido da AGU para ampliar para R$ 18,5 milhões o bloqueio de bens de empresas e pessoas investigadas por financiar os atos antidemocráticos.
 
 
O objetivo da ação é fazer com que as pessoas consideradas culpadas pelos danos causados ao patrimônio público possam pagar pela reconstrução da destruição deixada pelos atos terroristas. 
 
 
A medida foi elaborada com base em documentos da Polícia Civil do Distrito Federal e da decretação de prisão preventiva, por parte de Alexandre de Moraes,  de ao menos 942 pessoas envolvidas na tentativa de golpe. 
 
 
No pedido, a AGU argumenta que os golpistas que estão detidos preventivamente participaram de ações ilícitas que causaram danos materiais e que representaram uma ameaça ao Estado Democrático de Direito.
 
 
A punição às pesssoas físicas deve recair sobre imóveis, veículos e valores encontrados em contas bancárias. Além disso, o órgão federal solicita que o processo corra em segredo de justiça.
Direito ao esquecimento

O que você irá fazer neste carnaval?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS