GRÁVIDA: Homem é acusado de assassinar namorada brasileira na Guiana Francesa

O território francês faz fronteira com o Brasil. O homem quis se livrar do corpo e queimá-lo, mas não conseguiu

GRÁVIDA: Homem é acusado de assassinar namorada brasileira na Guiana Francesa

Foto: Divulgação

Um homem de 34 anos foi preso e acusado pelo assassinato de sua namorada, uma brasileira de 23 anos, em 2020 na Guiana, território francês na fronteira com o Brasil, informaram fontes judiciais.
 
O suspeito foi preso em 31 de maio em sua casa no sudeste da França e transferido para a Guiana na sexta-feira (4/05), informou à AFP o promotor da Guiana.
 
A vítima foi encontrada morta em uma enseada em Cacau, a cerca de 50 quilômetros de Cayena, a principal cidade, em 15 de maio de 2020. Os médicos legistas disseram que ela teria sido morta asfixiada.
 
Durante sua detenção, o acusado disse que sua namorada tinha "graves ataques de ciúme e que o ameaçou com uma faca em 14 de maio de 2020".
 
O suspeito explicou que tapou sua boca com a mão "para que ela não gritasse e que depois desmaiou e percebeu que não respirava".
 
O homem quis se livrar do corpo e queimá-lo, mas não conseguiu. A necrópsia determinou que a vítima estava grávida de seis a oito semanas.
 
Em maio de 2015, este francês já era considerado suspeito da morte de outra jovem brasileira, assassinada por asfixia e cujo corpo foi encontrado carbonizado. O caso foi reaberto devido aos fatos ocorridos no ano passado e por ainda não ter prescrito, segundo o promotor.
 
Segundo a organização "Féminicides par compagnons ou ex" (Feminicídios por companheiros ou ex), pelo menos 49 mulheres foram assassinadas na França desde o início do ano. Em 2020, foram registrados 90 crimes desse tipo, segundo dados do Ministério do Interior, contra 146 em 2019.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS