NOVIDADE: Embraer apresenta 'carro voador' elétrico desenvolvido no Brasil

O protótipo em tamanho reduzido decolou pela primeira vez da sede da empresa em Gavião Peixoto (SP)

NOVIDADE: Embraer apresenta 'carro voador' elétrico desenvolvido no Brasil

Foto: Divulgação

 

A Embraer apresentou nesta semana pela primeira vez em voo o seu novo "carro voador" elétrico. O projeto faz parte da Eve Urban Air Mobility Solutions, uma empresa nova e independente dedicada a desenvolver o ecossistema da mobilidade aérea urbana. O protótipo em tamanho reduzido decolou pela primeira vez da sede da Embraer em Gavião Peixoto (SP).
 
O primeiro conceito do projeto para criar um táxi-aéreo elétrico havia sido apresentado pela Embraer em maio de 2018 durante uma conferência de mobilidade aérea promovida pela Uber. A empresa vem trabalhando no projeto desde então para criar um veículo para o transporte urbano.
 
O projeto segue o conceito de eVTOL (veículo elétrico de decolagem e pouso vertical, na sigla em inglês). Muitas vezes chamado de carro voador, o veículo, na verdade, lembra um drone de grandes proporções voltado ao transporte de passageiros. O projeto da Embraer conta com dez hélices, sendo oito na horizontal e duas na vertical.
 
 
Voo sem piloto
 
A Embraer já vem testando na prática os conceitos de seu eVTOL desde julho, quando foi feito o primeiro voo em simulador. No início, o táxi-aéreo da Embraer deverá ter no comando um piloto, mas a intenção do projeto é de que, no futuro, o voo seja totalmente autônomo.
 
Para que isso se torne possível, a Embraer tem trabalhado em diversas frentes para criar todo o ecossistema de mobilidade aérea urbana. A subsidiária Eve está desenvolvendo um portfólio de soluções para preparar o mercado, que inclui o desenvolvimento do eVTOL e uma rede de suporte e serviços associados, além da criação de soluções de gestão de tráfego aéreo urbano.
 
Conceito do interior do 'carro voador' da Embraer
Conceito do interior do 'carro voador' da Embraer
 
Alternativa aos helicópteros
 
Diversas empresas também trabalham no desenvolvimento de projetos para criar uma rede de táxis-aéreos. A ideia é que os novos veículos elétricos de voo sejam uma alternativa aos helicópteros nos grandes centros urbanos, com custo bem menores e permitindo o acesso a um número bem maior de pessoas.
 
A maior patrocinadora desse novo conceito era a Uber. A empresa, no entanto, vendeu a divisão Uber Elevate no final do ano passado para a startup Joby Aviation. Isso não significa, porém, um desembarque completo da empresa no projeto, já que a Uber tem investimentos na Joby Aviation.
 
Além da Embraer, outras grandes fabricantes de aviões também trabalham no desenvolvimento de novos táxis-aéreos elétricos, como as gigantes Boeing e Airbus.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS