FARSA: PRF e esposa descobrem que homem usava nome falso há 12 anos

Ela contou que nunca desconfiou de nada, já que os familiares sempre o chamavam por apelido

FARSA: PRF e esposa descobrem que homem usava nome falso há 12 anos

Foto: Divulgação

 

Um homem foi preso na tarde da última quarta-feira (10) em Igarapé, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais após ser parado em uma blitz. A abordagem não percebeu um crime ao volante, mas, sim, uma farsa de 12 anos: ele usava identidade falsa após ter fugido de um presídio. As informações são do portal G1.
 
O homem, de 38 anos, viajava com a companheira de Janaúba, no Norte de Minas Gerais, para Itanhaém, no litoral de São Paulo. Ao ser parado pelos agentes, o motorista apresentou um documento falsificado. Foi aí que tanto os policiais quanto a mulher descobriram que ele usava os dados de um sobrinho para se esconder da Polícia desde 2009.
 
Conforme a Polícia, o homem fugiu do presídio de Janaúba, no qual cumpria pena por latrocínio. Durante o período de 12 anos, ele se passou pelo sobrinho, que tem idade parecida. Ele se mudou para São Paulo e conheceu a companheira, com quem vive há três anos.
 
A mulher, segundo os policiais, ficou em estado de choque ao saber da realidade do fugitivo. Os dois estavam em Janaúba para visitar parentes do homem. Ela contou que nunca desconfiou de nada, já que os familiares sempre o chamavam por apelido.
 
O motorista foi levado para a sede da Polícia Federal e deverá responder pelo uso de documentos falsos.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS