BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

TARADO: Idoso de 70 anos é preso suspeito de abuso sexual contra seis meninas

Segundo a Polícia Civil, o homem atraía as crianças para uma horta, onde as amarrava para cometer os crimes

EM.COM.BR

10 de Julho de 2020 às 15:38

Atualizada em : 10 de Julho de 2020 às 15:46

Foto: Divulgação

 

EM.COM.BR - Um homem, de 70 anos, foi preso no interior de São Paulo, suspeito de abusos sexuais contra seis meninas, em São Francisco, no Norte de  Minas. De acordo com a Policia Civil de Minas Gerais, os crimes ocorreram em 2010, quando o suspeito tinha 60 anos e as idades das vítimas variavam entre 10 e 12 anos. 

Logo depois da descoberta dos fatos, o homem fugiu e, nesta semana, ele foi preso em Pradópolis, de 21,4 mil habitantes, na região de Ribeirão Preto, a 323 quilômetros da Capital Paulista. Ele será transferido para o Norte de Minas, ainda sem data marcada.

 
O delegado de São Francisco, Emmanuel Robson Gomes, disse que o suspeito negou a autoria dos abusos contra as crianças. A Polícia Civil, por sua vez, afirma que reuniu provas dos crimes, com base nos depoimentos das vítimas, também submetidas a exames de corpo de delito. 
 
De acordo com o delegado, o homem aproveitava da situação de pobreza das garotas para atraí-las para uma horta, em um bairro da cidade, às margens do Rio São Francisco, onde os abusos sexuais eram cometidos. Gomes disse também que as investigações revelam que o abusador amarrava as vítimas para cometer os atos libidinosos contra elas. Além disso, informou o delegado, as garotas recebiam pequenas quantidades em dinheiro, balas e doces. 
 
"O homem chamava as crianças para 'aguar' (molhar) as plantas e ajudar ele na horta, onde dava para elas 'mimos' – pequenas quantidades em dinheiro – dois ou três reais, balas e doces", relatou. 
 
"(Assim), aproveitando da confiança que as crianças tinham nele, ele as levava ate um barraco, no fundo da horta e amarrava essas crianças – uma a uma ou duas em duas, como já aconteceu, e consumava o ato libidinoso – estuprava as crianças" , detalhou o delegado de São Francisco. 
 
"É muito ruim um caso dele, um caso vil, um caso repugnante. Essa mácula (do abuso sexual) fica nas vítimas para a vida toda", afirma o policial. 
 
A investigação foi iniciada após uma das vitimas ter relatado a situação para um professor da cidade. Conforme Emmanuel Gomes, após a delegada à época ter solicitado a prisão do suspeito, ele fugiu e, somente em junho passado, 10 anos depois, acabou localizado no interior paulista, onde foi preso e indiciado pelo crime de estupro de vulnerável, com várias vítimas. "Ele achava que ficaria foragido pelo resto da vida", comenta Gomes. 
 
Ele lembra que o homem  conseguiu aproximação das famílias das vitimas, sem levantar suspeitas. "Por isso, sempre peço atenção dos pais para estarem juntos dos filhos, escutar mais os filhos, ver onde estão, com quem estão brincando, com quem estão saindo, para evitar esse tipo de situação. Porque talvez, o autor, o criminoso, nem seja de fora e, talvez, esteja muito próximo da família", alerta o delegado Emmanuel  Gomes.
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS