BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

DECEPCIONADA: Mulher de policial que matou homem negro nos EUA, pede divórcio

Ela disse que “Sua maior simpatia está com a família [de Floyd], com seus entes queridos e com todos que estão sofrendo essa tragédia"

PAINEL POLÍTICO

30 de Maio de 2020 às 10:56

Atualizada em : 30 de Maio de 2020 às 10:56

Foto: Divulgação

 

PAINEL POLÍTICO - A esposa do ex-policial que foi preso por matar George Floyd entrou com um pedido de divórcio.

A esposa de Derek Chauvin, Kellie, anunciou sexta-feira à noite que está terminando o casamento depois de 10 anos.
 
O advogado dela disse: “Sua maior simpatia está com a família [de Floyd], com seus entes queridos e com todos que estão sofrendo essa tragédia”“Embora Chauvin não tenha filhos de seu casamento atual, ela respeitosamente pede que seus filhos , seus pais mais velhos e sua família estendida terão segurança e privacidade durante esse período difícil “.
 
Kellie, que nasceu no Laos e foi coroada sra. Minnesota em 2018, diz que está arrasada com a morte de George Floyd.
 
Derek Chauvin foi acusado de assassinato em terceiro grau na morte de George Floyd.
 
 
 
Protestos
 
Ao menos 30 cidades americanas tiveram protestos pela morte de Floyd, segundo a rede de televisão americana CNN.
 
Durante a noite e pela madrugada, também houve protestos em frente à Casa Branca, residência oficial do presidente Donald Trump na capital americana, Washington DC. Os manifestantes, que antes haviam percorrido a cidade, foram contidos por barreiras montadas por agentes do Serviço Secreto. 
 
Em um tuíte deste sábado (30), Trump disse que os protestos no local tinham “pouco a ver” com a memória de George Floyd, e que os manifestantes só estavam lá para “causar problema”.
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS