BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

BRIGA: Delegado que defendia armas para defesa é baleado pela namorada

A mulher foi encontrada morta com marcas de tiro e ele está em estado grave no hospital

REPORTER DIÁRIO

20 de Maio de 2020 às 14:06

Atualizada em : 20 de Maio de 2020 às 16:17

Foto: Divulgação

 corregedoria da Polícia Civil está investigando a morte de uma modelo, que aconteceu na manhã desta quarta-feira (20/05) em um prédio de apartamentos na avenida Prestes Maia, em São Bernardo. O crime aconteceu no apartamento do delegado de polícia Paulo Bilynskyj, de 33 anos, que também foi baleado e está internado em estado grave no Hospital Estadual Mário Covas, em Santo André.
 
 
A modelo morta a tiros é Priscila Delgado de Bairros, de 27 anos, que seria namorada de Bilynskyj. Em nota a Secretaria de Segurança Pública deu poucas informações sobre o caso.
 
 
“A ocorrência está em andamento e será registrada pela Corregedoria da Polícia Civil. Uma mulher morreu e um delegado, ferido, foi encaminhado ao hospital, onde permanece internado. Todas as circunstâncias relativas aos fatos serão apuradas em inquérito policial pelo órgão corregedor da instituição”, informou.
 
 
Informações preliminares dão conta de que o próprio Bilynskyj saiu do seu apartamento e pediu socorro em um hospital particular que fica ao lado do prédio. De lá ele foi transferido para o Mário Covas. A Secretaria Estadual de Saúde informou que a família do policial não autorizou a divulgação do seu estado de saúde.
 
 
Bilynskyj é muito conhecido em redes sociais, a internet está repleta de vídeos em que ele aparece em aulas de tiro. Além de policial civil ele é professor de um instituto que dá aulas para quem pretende ingressar na carreira, além de publicar vídeos sobre treinamento para policiais e para quem pratica tiro esportivo.
 
 
Priscila Delgado de Bairros é modelo, natural do Rio Grande do Sul. Em sua rede social Instagram ela postou há três dias uma foto em que aparece deitada no chão fazendo mira com um fuzil. Em uma reportagem quando foi eleita rainha de uma festa em Parobé (RS), com 17 anos, ela falava que desejava fazer faculdade de Direito e ingressar na Polícia Federal.
 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS