BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CONFIRMADO: Jornalista foi morto dentro de embaixada de país Árabe

As informações foram confirmadas direto de Dubai, após Donald Trump pressionar

REUTERS

20 de Outubro de 2018 às 10:00

Foto: REUTERS

 

A Arábia Saudita anunciou que o jornalista saudita Jamal Khashoggi está morto e disse ter demitido duas autoridades devido ao incidente que provocou uma comoção internacional e afetou as relações entre Riad e o Ocidente. 

 

Uma nota do procurador público saudita informou que aconteceu uma briga entre Khashoggi e pessoas que ele encontrou no consulado saudita na Turquia, o que ocasionou a sua morte. 

 

“As investigações ainda estão sendo conduzidas e 18 cidadãos sauditas foram presos”, diz a nota na imprensa estatal, acrescentando que o assessor da corte real Saud al-Qahtani e o vice-diretor de Inteligência Ahmeds Asiri foram demitidos de seus cargos. 

 

Khashoggi, crítico ao príncipe saudita Mohammed bin Salman, desapareceu após adentrar o consulado no dia 2 de outubro para obter documentos para seu casamento.

 

Os comentários de sábado (horário local) marcaram a primeira vez, desde o desaparecimento de Khashoggi, que os sauditas admitiram sua morte. 

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS