BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

LIVRE DA AFTOSA: Declaração de rebanhos deve ser feita pela internet em Rondônia

A declaração deve ser feita também pelo telefone

ASSESSORIA

15 de Abril de 2020 às 16:03

Atualizada em : 16 de Abril de 2020 às 17:46

Foto: Divulgação

Em Rondônia, no mês de maio, a declaração de rebanhos (bovino, bubalino e de cabras, ovelhas e suínos) deverá ser feita preferencialmente pela internet, através do site da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado (www.idaron.ro.gov.br), ou por telefone. A medida visa evitar aglomerações nas unidades da Idaron, resguardando tanto a saúde dos produtores quanto a dos servidores das unidades, prevenindo risco de contaminação pelo coronavírus.
 
 
“A partir deste ano, não haverá vacinação contra a febre aftosa, no entanto, a declaração de rebanhos é obrigatória e tornou-se ainda mais importante, uma vez que ela (declaração) é o único meio de garantir segurança ao produtor, visto que Rondônia pleiteia junto à OIE (Organização Mundial da Saúde Animal) o status internacional de região livre de Aftosa sem vacinação”, salientou Júlio Cesar Rocha Peres, presidente da Idaron.
 
 
“Estamos empenhados para disponibilizar, o quanto antes, a plataforma online e o número de telefone que permitirá ao produtor o cadastramento dos rebanhos”, completou.
 
 
Pela internet, para efetivar a declaração do rebanho, o produtor usará a mesma senha que é utilizada para a emissão de GTA online. “Quem ainda não cadastrou senha no site da Idaron, deve fazê-lo o quanto antes, para evitar corre-corre. Certo que o período de cadastro é de 1o a 31 de maio, mas o produtor não deve deixar para fazê-lo no último dia”, orientou Júlio Peres.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS