BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

MERCADO ESFRIOU: Rondônia tem maior demanda por boi magro devido a pandemia

Pontualmente, o mercado de reposição em Rondônia esfriou nos últimos dias devido às incertezas com relação à pandemia do coronavírus, que tem influenciado na conjuntura atual do mercado do boi gordo.

NOTÍCIAS DO CAMPO

06 de Abril de 2020 às 12:15

Atualizada em : 06 de Abril de 2020 às 14:03

Foto: Divulgação

Pontualmente, o mercado de reposição em Rondônia esfriou nos últimos dias devido às incertezas com relação à pandemia do coronavírus, que tem influenciado na conjuntura atual do mercado do boi gordo.

No estado, a maior demanda tem sido pelo boi magro anelorado de 12@. Tomando o início do ano como referência para esta categoria, o preço subiu 2,9% e o boi magro está cotado em R$2.160,00 por cabeça.

Nesse mesmo intervalo, a melhor relação de troca ficou para o bezerro de ano. Para esta categoria, o poder de compra do recriador/invernista melhorou em 6,8%, e, atualmente, o bezerro de ano está cotado em R$1,7 mil.

Em março de 2019, com a venda de um boi gordo de 18@ comprava-se 1,72 bezerro de ano e, atualmente, compra-se 1,84 bezerro

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS