BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Transporte coletivo – o suplicio continua Por Valdemir Caldas

Por Valdemir Caldas

Por Valdemir Caldas

07 de Maio de 2020 às 15:45

Foto: Divulgação

 

 

Com a pandemia do coronavírus ocupando os principais espaços da mídia local, uma doença crônica, para a qual muitos prefeitos de Porto Velho prometeram a cura, acabou caindo no esquecimento. Trata-se do sistema de transporte coletivo. Entra governo, sai governo, sempre se assegura melhorias para o setor. “Se eu for eleito, o transporte de passageiros será uma das prioridades do meu governo”, disse o então candidato Roberto Sobrinho. Anos se passaram e nada. O que já era ruim piorou.
 
Depois veio Nazif com aquela conversa mole para enganar trouxas, prometendo acabar com o monopólio. O resultado do desastre todos nós sabemos, enquanto muitos continuam até hoje sentindo o problema na própria carne. O prefeito Hildon Chaves conseguiu alguns avanços, mas o sistema ainda está muito longe do ideal.
 
É inaceitável o que vem ocorrendo com o transporte coletivo da capital, como consequência, dentre outros fatores, da ausência de gerenciamento por parte da secretaria responsável para colocar as coisas nos seus devidos lugares, para fazer o que precisa ser feito, mas não a faz. Com isso, toda uma comunidade, que depende desse meio de locomoção, vem sendo duramente castigada. Enquanto as autoridades municipais não acordarem para essa dura realidade, o usuário vai continuar pagando uma das tarifas mais caras do país por um serviço de péssima qualidade.
 
É revoltante ver pessoas mofando nas paradas mais de uma hora, esperando uma condução, expostas ao sol e à chuva. Isso porque a maioria dos pontos sequer sinalização tem. Em alguns locais, a cobertura do telhado não existe. Muitos passageiros tentam se esconder do sol nas sombras dos postes de energia elétrica. Quando chove, as pessoas precisam se abrigar nas lojas, embaixo de árvores ou marquises. Chega a ser até difícil encontrar adjetivo ou substantivo para qualificar esse tipo comportamento. Será que não vai aparecer ninguém para acabar de uma vez por todas com essa pouca vergonha praticada contra a população?
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS