BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

PARALISAÇÃO: Greve geral deixa Porto Velho sem ônibus durante final de semana

A única forma dos profissionais retornarem aos seus postos é caso o pagamento caia na conta

DA REDAÇÃO - João Paulo Prudêncio

11 de Janeiro de 2020 às 10:17

Foto: Divulgação

Na manhã deste sábado (11) motoristas e cobradores do sistema de transporte coletivo em Porto Velho deram início ao movimento de paralisação das atividades em um protesto que exige o pagamento de salários atrasados e benefícios como o pagamento do décimo terceiro, que de acordo com eles ainda não foram realizados.

 

Em contato com o presidente do sindicato que representa a categoria, Francinei Oliveira, os veículos foram guardados na garagem da empresa e todos os trabalhadores dispensados até segunda-feira (13), quando se reunirão novamente para definir o futuro da greve.

 

Essa paralisação é de 100% da frota e a única forma dos profissionais retornarem aos seus postos é caso o pagamento caia na conta, o que parece ser improvável ainda neste final de semana, fato que deixará a população portovelhense sem o serviço durante esses dois dias.

 

“Os trabalhadores precisam fazer algum dinheiro para sua sobrevivência, por isso eles foram para casa buscar uma forma de renda até o pagamento seja realizado, mas a única expectativa que a empresa deu para a gente foi a entrega de uma das três cestas básicas em atraso na próxima sexta (17), por isso decidimos por fazer essa greve geral”, afirmou Francinei Oliveira.

 

Antes do início da greve, os trabalhadores haviam notificado a Secretaria Municipal de Transporte e os responsáveis pela empresa que detém o contrato do serviço na cidade.

 

Atualmente um motorista de ônibus ganha em média R$ 2.022 e um cobrador R$ 1.260. A prefeitura de Porto Velho não se manifestou sobre o problema.

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS