CENÁRIOS: Videogames se tornam importantes ferramentas para o turismo

Os jogos eletrônicos já conseguem reproduzir as sensações de visitar outros países e culturas. Será que vai chegar o dia em que trocaremos o turismo real pelo virtual?

CENÁRIOS: Videogames se tornam importantes ferramentas para o turismo

Foto: Divulgação

O carro esportivo desliza em velocidade estonteante pelas ruas apinhadas de casinhas coloridas de Guanajuato e, em impossíveis poucos minutos, atinge o Arco do Cabo San Lucas, passando casualmente no caminho pelo Templo de Quechula e as ruínas iluminadas de Teotihuacán, antes de presenciar um alvorecer espetacular diante em um campo repleto de calêndulas mexicanas.
 
Poderia ser um anúncio televisivo de automóvel, mas o parágrafo acima descreve uma jornada típica dentro do game “Forza Horizon 5”. Lançado em novembro de 2021 para os consoles Xbox e PC, o jogo criado pelo estúdio britânico Playground simula uma aventura motorizada que percorre cenários turísticos icônicos do México em versões digitais ultrarrealistas.
 
O foco no realismo gráfico é o padrão dos games de última geração, e também não é novidade para a série de corrida esportiva inaugurada em 2012. Desde então, os títulos “Forza Horizon” criaram interpretações fictícias do Reino Unido, Austrália e de regiões da Itália, França e Estados Unidos. Para reproduzir mais de uma dezena de biomas mexicanos com precisão visual máxima, o estúdio explorou uma técnica chamada fotogrametria, que utiliza imagens fotografadas como base para a análise de métricas, dimensões e a geologia de cenários naturais.
 
“Como é um game de mundo aberto, o país não poderia ser muito grande”, explica Mike Brown, diretor criativo de “Forza Horizon 5”, sobre a escolha do México como o palco das competições automotivas. “Para resultar em um mundo aberto interessante, teria de possuir uma incrível diversidade natural. E o México tem uma área costeira, cidades históricas e modernas, cânions, montanhas, vulcões, desertos e selvas. Além disso, a cultura é conhecida em qualquer lugar do mundo.”
 
A preocupação de “Forza Horizon 5” com a fidelidade aos cenários reais e à essência mexicana não foi mera preocupação estética. Brown ressalta a colaboração com consultores locais e o contato com o Ministério da Cultura do México. “Eles gostaram que este não é um game sobre crime e violência – já que pelo menos 80% dos títulos atuais são sobre atirar em pessoas –, e sim sobre curtir um lindo feriado nesse lindo país.”
Direito ao esquecimento

Você concorda que os vereadores de Porto Velho continuem atuando online, mesmo com a queda nos casos de covid-19?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

West Maq

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS